Dezenas de milhares de nacionalistas marcham em Varsóvia

Com faixas dizendo “Europa Branca” ou “Sangue Limpo”, muitos cantaram palavras de ordem como “Deus, honra, país” ou “Glória aos nossos heróis”.

Foto
"A Europa será branca, ou então desabitada", gritavam alguns manifestantes Jacek Turczyk/EPA

Cerca de 60 mil pessoas manifestaram-se neste sábado em Varsóvia, marcando o Dia da Independência na Polónia, numa enorme marcha que atraiu ainda figuras de extrema-direita de outros países.

Ouviram-se apelos a uma Polónia “pura”, a uma Europa “que será branca, ou então desabitada”, e, segundo o jornal Politico, palavras de ordem contra refugiados, muçulmanos, judeus, e homossexuais.

A marcha foi classificada pela emissora pública TVP como “uma grande marcha de patriotas” em que os polacos expressaram o seu amor pelo país.

O ministro do Interior, Mariusz Blaszczak, disse que estava “orgulhoso” de ver tantos polacos participar numa celebração do dia da Independência.

Uma contra-manifestação de um grupo anti-fascista foi mantida separada pela polícia, mas ainda assim um grupo de homens da manifestação maior ainda agrediram várias mulheres que entoavam slogans anti-fascistas.