Presidente felicita Ronaldo, Governo agradece a “inspiração”

Marcelo Rebelo de Sousa saudou eleição como melhor jogador do ano pela FIFA. Tiago Brandão Rodrigues e João Paulo Rebelo destacam o papel inspirador do internacional português.

Ronaldo igualou Messi ao vencer o seu quinto prémio da FIFA para o melhor jogador do ano
Foto
Ronaldo igualou Messi ao vencer o seu quinto prémio da FIFA para o melhor jogador do ano Reuters/JOHN SIBLEY

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, saudou Cristiano Ronaldo pela sua eleição como melhor jogador do ano 2017, galardão da FIFA que recebeu pela quinta vez. "O Presidente da República saúda Cristiano Ronaldo pela eleição como melhor jogador do ano 2017, esta noite, em Londres, na Gala da FIFA", pode ler-se, em nota publicada na página de Belém na Internet.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, enalteceram por sua vez o papel inspirador do internacional português. "Cristiano Ronaldo é uma inspiração para desportistas e cidadãos de todas as idades. Pela quinta vez é eleito, pelos seus pares, o melhor do mundo. Ninguém o foi mais vezes, não havendo, pois, melhor futebolista do que aquele que Cristiano se fez", pode ler-se na nota enviada à comunicação social pelo gabinete do ministro da Educação, responsável pela tutela do Desporto.

No texto, Tiago Brandão Rodrigues e João Paulo Rebelo felicitam o capitão da selecção nacional por "mais esta consagração da FIFA", considerando que "talento, superação, evolução, trabalho e missão são, certamente, algumas das razões que fazem de Ronaldo, muito justamente, um desportista planetário".

"O país agradece o empenho, a dedicação, a resiliência, mas, acima de tudo, o espírito de superação deste futebolista – que exibe sempre com orgulho a camisola de Portugal – e que volta a colocar toda uma nação a festejar aquele que é o mais preponderante galardão individual do futebol à escala global", conclui a nota.

Cristiano Ronaldo foi eleito nesta segunda-feira o melhor futebolista do ano da FIFA, prémio agora designado "The Best", igualando o "penta" do argentino Lionel Messi. Depois dos triunfos em 2008, 2013, 2015 e 2016, o jogador do Real Madrid venceu o prémio referente à época 2016/17, já que a votação estava o período compreendido entre 20 de novembro de 2016 e 2 de Julho de 2017, no qual Ronaldo marcou 39 golos, em 40 jogos.

Além de Ronaldo, eram finalistas o argentino Lionel Messi (FC Barcelona), eleito o melhor em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2014, e o brasileiro Neymar, pelo qual o Paris Saint-Germain pagou ao 'Barça' 222 milhões de euros no último defeso.

A eleição do "The Best", anunciada numa cerimónia realizada em Londres, foi feita pelos selecionadores nacionais, os capitães das selecções, jornalistas e público, que votaram entre 21 de Agosto e 7 de Setembro.