André Sousa campeão nacional absoluto aos 17 anos

Xadrezista tornou-se no mais jovem de sempre a conquistar o título.

André Sousa
Foto
André Sousa DR

A 74.ª edição do campeonato nacional absoluto foi conquistada pelo jovem de apenas 17 anos André Sousa, numa prova que foi discutida taco a taco com o experiente Mestre Internacional Sérgio Rocha. E pelo acaso determinado pelo sorteio inicial, os dois defrontar-se-iam na última ronda com Sérgio Rocha, de brancas, a precisar de vencer, enquanto ao jovem André o empate seria suficiente para conquistar o troféu e tornar-se no mais jovem campeão absoluto de sempre.

A abertura não correu de feição para as negras que ficaram numa posição muito passiva. Na tentativa de simplificar a posição, André decidiria trocar torre e peão por duas peças, mas cometeria logo a seguir um erro que tornava a sua posição insustentável. A partir daqui os nervos falariam mais alto, com Rocha a permitir a recuperação e a entrada num final igualado. Novamente a pressão psicológica seria determinante, com muitos erros de parte a parte, oscilando a partida entre a igualdade e a vitória das brancas. Por fim, o empate seria acordado, depois de 104 lances e quase 5 horas de jogo, e André tornava-se o novo campeão nacional.

A competição, disputada em sistema de poule a uma volta entre os 10 participantes, ficou empobrecida com a desistência do Grande Mestre e número um da prova, Luís Galego, obrigado a retirar-se ao fim da terceira jornada por problemas familiares. O outro Grande Mestre presente, o já veterano António Fernandes, que detém o recorde de títulos nacionais, com 15 títulos conquistados, e era o anterior campeão, desta vez teve de se contentar com o terceiro lugar, tendo ficado arredado da discussão do troféu quando perdeu com André Sousa.