Ministério lança iniciativa para “dar a volta à praxe”

Direcção-Geral do Ensino Superior promove um site onde é possível encontrar as actividades alternativas à praxe em cada instituição de ensino. Contra as "manifestações de abuso, humilhação e subserviência".

Diogo Baptista
Foto
Diogo Baptista

O Ministério da Ciência e Ensino Superior quer “dar a volta à praxe”. E para isso a Direcção-Geral do Ensino Superior criou uma plataforma que pode ser acedida em www.exarp.pt.

Em parceria com as instituições de ensino e as associações de estudantes promete “divulgar continuamente informação de actividades de música, desporto, cultura científica, responsabilidade social, entre muito outras” que têm um objectivo: ajudar a integrar os novos alunos. As iniciativas com o selo exarp — a palavra “praxe” escrita ao contrário — arrancam este mês.

Em comunicado, o ministério explica que “com o início de mais um ano lectivo, é mais uma vez importante que todos os actores sociais, desde os estudantes e seus dirigentes aos dirigentes académicos e comunidade civil, se mobilizem contra as manifestações de abuso, humilhação e subserviência sejam elas no espaço público ou dentro das instituições”.

A lista das iniciativas previstas é longa e envolve instituições de ensino de todo o país. “A contribuição de todos é necessária para mudar as mentalidades”, sublinha-se no comunicado. Que enumera exemplos de actividades como esta: no âmbito da Ciência Viva, estão em curso 10 projectos de cultura científica e integração dos estudantes que incluem o Projeto Lost in the City, promovido pela Associação Académica de Coimbra, a Associação Exploratório Infante D. Henrique e o Centro Ciência Viva de Coimbra, e o projecto: Fora da sala também aprendemos, da Associação Académica da Universidade da Madeira.

A lista completa pode ser consultada em www.exarp.pt.