Fotogaleria
DR/Fraga
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
DR/Fraga
Fotogaleria
DR

Fraga: estas jóias não são nem para princesas, nem para princípes

A Fraga, um dos projectos em aceleração na Porto Design Accelerator, é uma marca de joalharia que nasceu sem etiquetas para homem ou mulher

Quando criou a sua empresa, Hugo Fraga sabia duas coisas. Primeiro, que iria estar no ramo da joalharia, e segundo, que iria contrariar todos os lugares-comuns associados a este negócio. Isso significava “fugir à imagem quase óbvia da mulher perfeita com tudo cheio de brilhos” e desenhar “jóias reais para pessoas reais”, explica, em entrevista ao P3.

Nasceu assim a Fraga, marca de jóias unissexo para um “público urbano jovem com opiniões formadas”, que também não “se deixa limitar por construções sociais impostas”, diz o jovem de 28 anos, natural da Ilha do Pico, nos Açores.

Hugo concluiu a licenciatura de Joalharia e Cravação antes de partir para a de Design de Produto, na ESAD - Escola Superior de Arte e Design, em Matosinhos. Depois de passar um ano na Polónia, em Erasmus, voltou ao Porto e concorreu ao programa de aceleração de design da Porto Design Factory (PDF).

PÚBLICO -
Foto
Hugo Fraga, 28 anos, criou a Fraga, marca de jóias unissexo DR

Nessa altura a Fraga tinha quatro meses e agora, depois de “seis meses (na PDF) que foram uma alavanca muito forte”, Hugo está a pensar entrar noutra aceleradora, já na área da moda. Mas desta vez não vai sozinho, já que entretanto juntou mais dois designers à equipa, para dar apoio na parte gráfica da marca.

PÚBLICO -
Foto
DR/Fraga

Nem para princesas, nem para príncipes 

PÚBLICO -
Foto
DR/Fraga

Na primeira colecção, lançada há oito meses, Hugo experimentou “formas muito desconstruídas” e técnicas diferentes de trabalhar a prata, o principal material usado nas jóias da Fraga, a par de zircónicas. 

PÚBLICO -
Foto
Hugo Fraga, 28 anos, criou a Fraga, marca de jóias unissexo DR

O designer gostou do resultado e das vendas e, há cerca de um mês, decidiu expandir a colecção e acrescentar peças para o Verão — é a série Fraga OO1 Extended. Daqui a três meses, a tempo do Natal, espera ter à venda a (C)rude, inspirada em “objectos que vemos todos os dias mas que não associamos à joalharia”.

PÚBLICO -
Foto
DR/Fraga

Para já, as jóias da Fraga estão à venda online e na New Black Concept Store, em Lisboa. Os preços das jóias de autor estão entre os 40 e os 80 € no caso dos brincos e sobem para valores mais elevados, entre os 120 e os 170 € para colares, anéis e pulseiras.

PÚBLICO -
Foto
DR/Fraga