Sp. Braga e Marítimo com níveis de pressão distintos na Liga Europa

Minhotos, com mais rodagem europeia, defrontam os islandeses do FH. Madeirenses medem forças com o poderoso Dínamo Kiev.

LUSA/HUGO DELGADO
Foto
LUSA/HUGO DELGADO

Dois jogos separam Sp. Braga e Marítimo da fase de grupos da Liga Europa e nesta quinta-feira cumpre-se o primeiro assalto deste desafio. Na Islândia, frente ao FH (18h45), os minhotos tentam consolidar o seu histórico nas provas da UEFA, enquanto no Funchal os madeirenses procuram reduzir as diferenças para um Dínamo Kiev (20h30) que tem frequentado a Champions.

“O 0-0 é um mal menor, tendo em conta que um golo fora pode ser importante, mas, conhecendo a equipa do Dínamo, acredito que, com um empate, há grande probabilidade de o Dínamo seguir em frente, por isso, vamos tentar vencer”, assinalou o treinador dos insulares, Daniel Ramos, que na eliminatória anterior eliminou o Botev Plovdiv.

No Sp. Braga, antes da partida para Reiquejavique — e da curta viagem que se seguiu até Hafnarfjörður —, foi o presidente, António Salvador, a tomar a palavra: “Pelo passado, por sermos o terceiro clube português no ranking da UEFA, temos a obrigação de entrar na fase de grupos”.