População da Madeira já tinha avisado: "Um dia destes há uma desgraça"

“Há aqui uma árvore, que estava na iminência de cair, mas que foi presa por dois cabos de aço”, relatava um residente a um jornal regional da Madeira em Março deste ano, queixando-se da queda de galhos no mesmo sítio onde esta terça-feira caiu uma árvore, provocando vítimas mortais e feridos.

Fotogaleria
Árvore de grande porte caiu esta terça-feira no Largo da Fonte, onde já tinham caído alguns galhos este ano LUSA/Homem de Gouveia
Fotogaleria
Árvore de grande porte caiu esta terça-feira no Largo da Fonte, onde já tinham caído alguns galhos este ano LUSA/HOMEM DE GOUVEIA
Fotogaleria
Árvore de grande porte caiu esta terça-feira no Largo da Fonte, onde já tinham caído alguns galhos este ano LUSA/HOMEM DE GOUVEIA

Não é de agora a preocupação com as árvores antigas do Largo da Fonte, na Senhora do Monte, no Funchal. Em Março, o portal Funchal Notícias dava conta da queda de vários galhos no Largo da Fonte, onde são recebidos os visitantes destas festas da Nossa Senhora do Monte, que decorrem na terceira semana de Agosto. Foi neste local que caiu, na manhã desta terça-feira, uma árvore de grande porte, provocando vítimas mortais e feridos.

“Um dia destes há uma desgraça e ninguém é responsável”, dizia, em Março passado, António Mendonça, residente no Monte, ao Funchal Notícias, pouco depois de alguns galhos, “um deles de grande porte”, terem caído junto ao Café do Parque, no Largo da Fonte. Disse ainda que não tinha sido a primeira vez que tinha acontecido.

"Há uns 30 anos caiu uma árvore no Café do Parque e há cerca de 14 caiu um galho grande que destruiu parte da varanda. Em Agosto passado, caiu outro galho dentro de casa. E o cúmulo dos cúmulos é que há aqui uma árvore, que estava na iminência de cair, mas que foi presa por dois cabos de aço, que correm o risco de rebentar e, então sim, se isso acontecer, poderá resultar numa tragédia se apanhar alguém”, contou António Mendonça.

Rui Marote, fotojornalista do Funchal Notícias que participou na reportagem, disse ao PÚBLICO que a árvore a que o residente se referia é a mesma que caiu esta terça-feira, uma informação desmentida por Paulo Cafôfo. O presidente da Câmara do Funchal garantiu em conferência de imprensa que "a árvore que caiu hoje é um carvalho que apresentava uma copa verde e saudável" e não "estava amarrada a cabos".

Na altura, António Mendonça criticava a “inércia” das autoridades, nomeadamente da Câmara Municipal do Funchal: “O que se passa no Monte pode ser equiparado ao que aconteceu com a Palmeira do Porto Santo [em 2010, a queda da palmeira em Porto Santo durante um comício do PSD-Madeira matou duas pessoas]. Poderão chegar tarde e ter que lamentar maiores consequências”.

Notícia actualizada às 19h38, com declarações do presidente da Câmara do Funchal