Exposição

Estas são imagens inéditas do Algarve nos anos 60 e 70

Pescador e barcos de pesca na praia de Albufeira. Praia de Albufeira, 1963
Fotogaleria
Pescador e barcos de pesca na praia de Albufeira. Praia de Albufeira, 1963

Entre 1962 e 1975, o inglês Tim Motion viveu no Algarve e fotografou copiosamente. As imagens, que ficaram guardadas até 2016 no arquivo pessoal do fotógrafo, ilustram uma região sob o jugo da ditadura e em período de transição democrática sob "um olhar quase neo-realista, distinto de todos os já existentes sobre o Algarve", refere em comunicado o festival Encontros de Fotografia de Lagoa, que expõe o corpo do trabalho do fotolivro Algarve 63. No prefácio da obra, Tim Motion recorda como era viver na Praia do Carvoeiro durante esse período: "Eu possuía um dos dois únicos automóveis que existiam nesses tempos no Carvoeiro e tinha uma máquina fotográfica muito simples, uma Ricoh 35, destinada a 'apontamentos' rápidos de paisagens". Na altura, Motion não se assumia como fotógrafo, mas sim como um voyeur. "O meu cérebro era a minha película", escreveu. "Nos primeiros meses em que vivi no Algarve eu era apenas um pintor a observar atenta e detalhadamente todos os pormenores e toda a luminosidade de uma qualquer paisagem encantadora com que me deparava. Depois veio um período de emocionante transição, em que procurava capturar em película fotográfica, sem necessidade de posterior reenquadramento, os muito citados e louvados 'momentos decisivos' de Henri Cartier-Bresson e de outros grandes fotógrafos do quotidiano que então admirava. Os rostos e os trajes, profundamente datados, são corpo e alma da exposição do inglês, que estará patente até ao dia 16 de Setembro no Parque Municipal do Sítio das Fontes, em Estômbar.

 

As Autoridades: o Tenente Lopes, da Guarda Fiscal, e o Cabo do Mar. Praia do Carvoeiro, 1963
Raparigas do cultivo do arroz preparam-se para a pausa para o almoço. Silves, 1963
Padre António M. de Oliveira no dia em que ocorreu uma visita do Ministro das Obras Públicas, Carvoeiro, 1964
Professor da escola primária, com crianças. Ferragudo, 1964
Preto e branco: rapariga de preto. Ferragudo, 1964
Uns vizinhos simpáticos. Silves, 1966
Surrealismo: três gerações numa taberna, com uma bicicleta. Estômbar, 1963
Pão e vinho - vista sobre o Guadiana, para San Lucar, Espanha. Alcoutim, 1963
Pão e vinho - vista sobre o Guadiana, para San Lucar, Espanha. Alcoutim, 1963
Grupo de ciganos acampados nas proximidades da feira anual. Estômbar, 1963
Mães ciganas com os seus filhos na taberna, durante a feira anual. Tavira, 1964
Propaganda política durante a feira anual. Alte, 1974
25 de Abril e a toponímia portimonense. Portimão, 1978
Escritos murais pós 25 de Abril, na parede da oficina de um velho fazedor de carroças. Parchal, 1978
O ‘homem da melancia’ e uns pescadores amigos. Portimão, 1978
Reformados, a ver a vida passar... Lagos, 1978
Olhos nos olhos: quem és tu? Faro, 1978