"Algumas portas não podem ser fechadas": em Outubro regressa Stranger Things

É no dia 27 de Outubro que estreia a segunda temporada da série que se tornou um sucesso inesperado. E as coisas vão ficar "ainda mais estranhas".

Foto
Facebook/Stranger Things

Já está marcado o início da segunda temporada da série original do Netflix, Stranger Things: 27 de Outubro. A notícia foi dada pela página oficial da produção no Facebook, onde se diz que "há portas que não podem ser fechadas". E se a primeira temporada já foi "estranha", a próxima vai "tornar-se ainda mais", diz-se no vídeo que acompanha a publicação.

Estreada no Verão de 2016, a série nem foi das mais promovidas pelo Netflix mas rapidamente se tornou um caso de sucesso inesperado. De tal forma, que, rapidamente, foi anunciada uma segunda temporada para descansar os fãs.

Criada pelos irmãos Matt Duffer e Ross Duffer, Stranger Things conta no seu elenco com Winona Ryder e Matthew Modine. Mas os protagonistas são um grupo de miúdos, dos anos 80, cujo amigo foi sequestrado por um monstro, uma criatura ou um mundo paralelo, enquanto uma agência governamental tenta encobrir o sucedido.

O ambiente da série é uma colecção de detalhes de época, dos telefones de disco aos interiores escuros e aos cabelos infelizes. Os miúdos andam de bicicleta, jogam Dungeons and Dragons e temem o seu monstro Demogorgon, têm pais ausentes ou amorfos. Os seus irmãos mais velhos têm posters de A Coisa e vivem Tom Cruise como uma novidade. A trip nostálgica é a porta de entrada para Stranger Things, filmada em película e com grão scanado de filme dos anos 1980. O genérico vem das capas dos livros de King e dos créditos de Richard Greenberg em Super-Homem, Alien ou Goonies; a música é de Kyle Dixon & Michael Stein. Depois, é mergulhar na tensão dos adultos e na aventura prodigiosa dos miúdos.

Isto foi o que se passou na primeira temporada. Estranho? Pois a segunda promete ser ainda mais.