Rui Jorge antevê um “espectáculo enorme” no duelo com a Espanha

Portugueses e espanhóis, que venceram na primeira jornada do Grupo B do Europeu de Sub-21, defrontam-se em Gdynia

LUSA/MANUEL DE ALMEIDA
Foto
LUSA/MANUEL DE ALMEIDA

Talento, de ambos os lados, não vai faltar e Rui Jorge, seleccionador nacional de Sub-21, não tem dúvidas em afirmar que nesta terça-feira, a partir das 19h45, em Gdynia, no norte da Polónia, haverá um “espectáculo enorme” entre Portugal e Espanha. Após superar a Sérvia no jogo de estreia, a equipa portuguesa terá pela frente na segunda jornada do Grupo B do Europeu Sub-21 um conjunto espanhol que conta com sete internacionais pela principal selecção espanhola e que impressionou na estreia ao despachar a Macedónia com uma goleada: 5-0.

A exibição de Portugal contra a Sérvia foi positiva e o triunfo nacional, por 2-0, deixou os jogadores portugueses em excelente posição para garantirem um lugar nas meias-finais da prova, mas Rui Jorge manteve na antevisão do duelo Ibérico um discurso prudente. O técnico advertiu que na estreia existiram “perdas de bola sem pressão” e “erros técnicos” que “não são normais” em Portugal, mostrando-se confiante na correcção do que correu menos bem contra a Espanha.

Não colocando de parte a possibilidade de “haver alterações” no “onze” português, Rui Jorge deixou fortes elogios ao rival: “Considero a Espanha forte na globalidade. Ofensivamente, tem números muito interessantes. Apenas não marcaram em dois jogos dos 12 da qualificação. Vai ser uma dificuldade para a nossa equipa suster os ataques espanhóis, mas somos uma equipa que normalmente concretiza. Tentaremos marcar golos e ser fortes defensivamente. Teremos de ser eficazes nesses aspectos.”

Com nomes de peso do outro lado, como Jesús Vallejo, Saúl Ñíguez, Gerard Deulofeu ou Marco Asensio -, Rui Jorge disse acreditar que haverá “um grande jogo”. “São equipas que gostam de jogar e não fazem antijogo. Vai ser um espectáculo enorme, num estádio bonito e cheio”, realçou.