Fátima: Arnalda não dormiu, mas diz que foi "maravilhoso"

A chuva não deu tréguas a quem escolheu dormir na esplanada do Santuário de Fátima, mas, pela manhã, não se ouviam vozes de arrependimento.

Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Arnalda Vieira, bracarense de 59 anos que não quer perder a oportunidade de ver o Papa Francisco Paulo Pimenta
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio
Fotogaleria
Enric Vives-Rubio

Arnalda Vieira, bracarense de 59 anos que não quer perder a oportunidade de ver o Papa Francisco, estava sozinha, no seu posto, junto às grades, pela 1h. Pronta para enfrentar o resto da noite, com o fato impermeável e uma capa de chuva a cobri-la. Pela manhã, continuava com o mesmo sorriso: "Foi maravilhoso. Passei a noite a rezar, com muita fé. Choveu que Deus a dava, mas pus um saco plástico com o saco-cama e dentro do saco-cama pus outro saco plástico e galochas, mais o impermeável, capa, chapéu-de-chuva... E não me mexi, para não ter vontade de ir à casa-de-banho. Foi muito emocionante, toda a noite chegavam grupos de jovens...".

Às 9h30 do dia em que o Papa Francisco é esperado no Santuário, já não havia praticamente lugares vagos junto ao gradeamento que delineia o trajecto que ele irá percorrer na esplanada até à Basílica. E a fila para a queima de velas, era já uma longa serpente com várias curvas.

Há relatos de grupos em camionetas cuja chegada estava prevista para as 4h e que ainda não conseguiram entrar em Fátima, pelo que se antecipa um dia caótico para quem ainda não está no Santuário.

A chuva, essa, continua a aparecer com força, a intervalos regulares, enquanto o recinto se enche de pessoas e cor.