Nova tendência do CDS faz volta pelo país

Conferência com ex-líderes tem o alto patrocínio do Presidente da República

Fotogaleria
Manuel Monteiro estará na proxima conferência da TEM DANIEL ROCHA
Fotogaleria
Ribeiro e Castro estará na proxima conferência da TEM Rui Farinha | NFactos
Fotogaleria
Adriano Moreira estará na proxima conferência da TEM LM - miguel Manso

A nova tendência interna do CDS, que pretende afirmar os valores da democracia-cristã, está a fazer apresentações do movimento em várias concelhias do país para recolher assinaturas com vista à sua formalização. A próxima iniciativa da tendência Esperança em Movimento é uma conferência que junta, pela primeira vez, três ex-líderes do partido - Adriano Moreira, José Ribeiro e Castro e Manuel Monteiro - e tem o alto patrocínio do Presidente da República, soube o PÚBLICO. 

Os elementos promotores da nova tendência, alguns provenientes da corrente interna Movimento Alternativa e Responsabilidade de Filipe Anacoreta Correia, têm-se deslocado a concelhias para apresentarem o projecto. Já passaram por Sintra (onde houve problemas por causa da coligação com o PSD), mas também pelo Porto e Santarém. “Queremos um partido com doutrina e democrata-cristão. Um partido só com pragmatismo pode ser até perigoso”, afirmou ao PÚBLICO Abel Matos Santos, um dos promotores da tendência, rejeitando a intenção de fazer oposição à actual liderança de Assunção Cristas.

Com esta operação de apresentação, que agora deverá acontecer em Cascais, a tendência quer chegar às bases do partido e sinaliza que a recepção tem sido positiva. “Temos sido recebidos com grande adesão e com grande alegria”, refere Abel Matos Santos. O vice-presidente da concelhia de Lisboa, que é psicólogo de profissão, também quer fazer regressar ao CDS pessoas que se distanciaram do partido. Uma das figuras que tem estado afastada da política é o antigo líder Manuel Monteiro e que vai participar na conferência, marcada para o dia 25 de Março, com o título "Democracia-Cristã. Contem-nos lá".  

No momento em que estiver concluída a recolha de assinaturas, a tendência Esperança em Movimento apresenta a proposta à comissão política e será sujeita a votação.