Nome do Aeroporto Cristiano Ronaldo cria mal-estar entre governos do Funchal e Lisboa

A estrutura aeroportuária do arquipélago vai passar a chamar-se Aeroporto da Madeira – Cristiano Ronaldo. Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas teve dúvidas e pediu à ANA um parecer. O Funchal não gostou.

Fotogaleria
O aeroporto da Madeira vai mudar de nome Rui Gaudêncio
Fotogaleria
Cristiano Ronaldo
Fotogaleria
Miguel Albuquerque, presidente do governo regional
Fotogaleria
Pedro Marques, ministro do Planeamento e das Infra-estruturas

A alteração do nome do Aeroporto da Madeira para Aeroporto Cristiano Ronaldo está a provocar um braço-de-ferro entre o Funchal e Lisboa. Tudo porque o Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas terá levantado dúvidas sobre a legitimidade do governo madeirense para atribuir o nome do futebolista aquela obra.

O ministro Pedro Marques, apurou o PÚBLICO, pediu mesmo um parecer à ANA – Aeroportos de Portugal, questionando a entidade concessionária daquela infra-estrutura aeroportuária sobre a legitimidade do executivo madeirense para concretizar a operação de naming que o presidente do governo regional, Miguel Albuquerque, anunciou em Julho, no Funchal, durante a inauguração da primeira unidade hoteleira Pestana CR7.

As dúvidas de Pedro Marques caíram mal na Madeira, embora a narrativa oficial do governo insular seja a de desvalorizar. “Desconhecemos oficialmente polémicas, que estranhamos e consideramos deselegantes tais como as coloca”, respondeu fonte do gabinete de Miguel Albuquerque, quando confrontado pelo PÚBLICO com o pedido de parecer do ministério.

Sem nunca admitir conhecimento sobre as questões levantadas em Lisboa, a presidência do Governo Regional sublinha que o aeroporto é “propriedade da região”, e que a atribuição do nome Cristiano Ronaldo à infra-estrutura é a uma forma de “reconhecimento” ao atleta nascido no arquipélago, de quem o executivo tem o “maior orgulho”.

“A região fará essa justa homenagem no dia 29 de Março, o dia seguinte ao do jogo da seleção nacional, o que consideramos uma feliz oportunidade”, assinala a mesma fonte.

Também o ministério fugiu à polémica. Perante as questões do PÚBLICO – “O Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas pediu um parecer à ANA/Vinci sobre esta matéria?”; “opõe-se à alteração de nome do aeroporto da Madeira? Porquê?” e “O Governo Regional necessita de autorização da ANA/Vinci e/ou do Ministério do Planeamento e das Infraestruturas para alterar a designação do Aeroporto da Madeira?” –, fonte do gabinete de Pedro Marques optou por respondeu apenas a uma questão que não tinha sido formulada: “O Governo não foi solicitado a pronunciar-se sobre esta matéria”.

A ANA também não respondeu em tempo útil às mesmas questões, mas o PÚBLICO apurou junto de fontes próximas do processo que o parecer da ANA foi assinado pelo presidente da assembleia-geral daquela empresa, o ex-ministro e ex-deputado social-democrata José Luís Arnaut, e não coloca objecções à alteração do nome. Mesmo porque a concessão do aeroporto resume-se à gestão da infra-estrutura, não abarcando a designação do equipamento.

Mas o pedido causou estranheza no Funchal, até porque o primeiro-ministro, tal como o Presidente da República, foi convidado pelo governo madeirense para estar presente na cerimónia. Marcelo Rebelo de Sousa já confirmou a presença, e deverá presidir ao evento. Já António Costa ainda não deu certezas sobre a ida à Madeira nessa data.

A ideia do executivo madeirense é aproveitar o jogo particular entre Portugal e Suécia, que decorre no dia 28 de Março no Funchal, e que assinala a estreia na Madeira de Cristiano Ronaldo com a camisola da selecção nacional, prolongando para o dia seguinte essas celebrações.

A alteração do nome do aeroporto esteve inicialmente prevista para o final de Dezembro, altura em que Ronaldo esteve de férias na Madeira. Acabou por ser adiada por indisponibilidade de agenda do jogador e remarcada para o final deste mês, aproveitando a presença da selecção no Funchal.

O internacional português tem recebido constantes homenagens na Madeira. Além de um museu com todos os troféus individuais recebidos, o futebolista do Real Madrid tem uma estátua na cidade e abriu em Julho a primeira unidade hoteleira, numa parceria com o também madeirense Grupo Pestana.

Na altura, Albuquerque rebatizou uma praça com o nome do jogador e anunciou o naming do aeroporto, que não foi consensual na ilha. A nova designação, Aeroporto da Madeira - Cristiano Ronaldo, será também uma forma de o executivo agradecer ao jogador pelas campanhas de marketing que tem feito para o turismo local, através da partilha regular de imagens da Madeira nas redes sociais. Um “acordo de cavalheiros”, explicou o executivo madeirense, que não tem contrapartidas financeiras para o jogador.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações