A Teoria do Big Bang já encontrou o pequeno Sheldon

Iain Armitage interpretará a versão infantil da emblemática personagem de Jim Parsons e Zoe Perry será a mãe do físico, Mary Cooper. Parsons junta-se aos criadores originais para ser produtor executivo da série.

Foto
Iain Armitage DR

Em Novembro do ano passado, a Variety noticiou que a CBS e a Warner Brothers estariam a trabalhar numa prequela de A Teoria do Big Bang centrada na infância de Sheldon Cooper, a sua personagem mais emblemática interpretada por Jim Parsons. Esta quinta-feira, a revista norte-americana anunciou que o menino-prodígio que viria a tornar-se um reputado físico teórico será interpretado por Iain Armitage. O actor de oito anos, que pode ser visto actualmente como Ziggy em Big Little Lies, irá protagonizar a comédia que aborda os primeiros anos da vida do cientista enquanto criança sobredotada que cresceu no seio de uma família religiosa, no Texas. Zoe Perry será a mãe de Sheldon, Mary Cooper, tomando assim o lugar da sua mãe da vida real, Laurie Metcalf, que representou este papel na série original. A actriz apareceu em 11 episódios da sitcom e foi nomeada para um Emmy pela sua participação especial.

Ao contrário da série original, que é gravada com quatro câmaras a correr em simultâneo e uma audiência ao vivo, a spin-off Sheldon será produzida apenas com uma câmara e, segundo o The Hollywood Reporter, já foi descrita como “[uma espécie de] A Vida é Injusta mas com uma versão mais jovem de Sheldon”. Nenhum dos membros do elenco principal de A Teoria do Big Bang aparecerá na prequela, mas Jim Parsons será produtor executivo e juntar-se-á a uma equipa constituída pelos criadores Chuck Lorre e Bill Prady e pelo showrunner Steve Molaro, que já haviam trabalhado juntos na história original.

Segundo a Variety, o canal já tem um candidato favorito para interpretar o pai do protagonista, mas as negociações ainda não estão fechadas. A CBS e a Warner Brothers recusaram comentar o processo de casting e de desenvolvimento do projecto – ainda à espera de luz verde da CBS para avançar oficialmente – mas a revista norte-americana aponta que a primeira temporada da série deverá ter 13 episódios.

Ao longo das suas dez temporadas, A Teoria do Big Bang foi fazendo algumas referências à infância de Sheldon, um génio precoce que aos 11 anos já tinha entrado na faculdade e que viria a tornar-se num adulto neurótico desprovido de aptidões sociais ou humorísticas. Além de ser mencionado o contexto religioso em que foi criado, sabemos que Sheldon cresceu em Galveston, Texas, com os pais, o irmão mais velho e a irmã gémea, Missy (Courtney Henggeler). O Hollywood Reporter nota que uma prequela “daria aos argumentistas muito material para trabalhar, dado o historial de Sheldon".

O anúncio sobre a spin-off surge numa altura em que decorrem as negociações com o elenco para mais duas temporadas da série original, já que os contratos milionários em vigor expiram no final da décima temporada. No início da semana, foi reportado que Jim Parsons, Johnny Galecki, Kunal Nayyar, Simon Helberg e Kaley Cuoco teriam concordado com um corte nos salários para assegurar um aumento para Mayim Bialik e Melissa Rauch, que entraram na terceira temporada e procuram uma maior paridade salarial em relação aos colegas.

Sugerir correcção