Trabalhador britânico morre em obras num estádio para Mundial do Qatar

Esta é a terceira morte registada nas obras de construção dos estádios do Qatar. Está em curso um processo de averiguação.

O Qatar  anunciou a morte de mais um trabalhador imigrante
Foto
O Qatar anunciou a morte de mais um trabalhador imigrante Reuters/FADI AL-ASSAAD

Um homem de nacionalidade britânica morreu nas obras de construção de um do estádio Khalifa Internacional, que vai ser um dos palcos do Mundial de futebol 2022, no Qatar anunciou, esta sexta-feira, a organização.

Em comunicado, a organização não identifica a vítima, que morreu na quinta-feira, referindo apenas que tinha 40 anos.
Segundo o mesmo documento, "foi aberta uma investigação para avaliar as circunstâncias do acidente, cujos resultados serão divulgados oportunamente".

As obras de construção dos estádios, nas quais já se registaram duas mortes, têm estado envoltas em polémica, com as autoridades do Qatar a serem acusadas de explorar os trabalhadores, sobretudo imigrantes.

Em Março de 2016, a Amnistia Internacional reportou abusos a operários, alertando para o uso de mão-de-obra escrava, sem condições dignas de alojamento e de trabalho.

Entretanto, a organização do Mundial2022 de futebol, que decorrera entre 21 de Novembro e 18 de Dezembro, garantiu que iria permitir inspecções internacionais às obras nos estádios durante este ano.