Bruno de Carvalho segura Jesus e começa a pensar na próxima época

O presidente leonino assume-se "responsável máximo" e anuncia mudanças no plantel do Sporting.

O presidente leonino reagiu na sua página pessoal do Facebook
Foto
O presidente leonino reagiu na sua página pessoal do Facebook Nuno Ferreira Santos

Depois da eliminação da equipa nos quartos-de-final da Taça de Portugal na terça-feira, Bruno de Carvalho assumiu a responsabilidade dos maus resultados da equipa enquanto "responsável máximo", seguido imediatamente de Jorge Jesus. Não obstante, o presidente dos "leões" anuncia mudanças no plantel. O anúncio é feito nesta quarta-feira, através do Facebook. 

O presidente do Sporting anuncia que irá trabalhar em conjunto com Jorge Jesus e a equipa deverá começar “desde já a preparar e planear a próxima época desportiva”. Bruno de Carvalho assume "a desilusão" e estabelece uma estratégia para a equipa. O Sporting “necessita de elevar os seus níveis de entrega e de acerto técnico-táctico”, avalia.

Entre as mudanças anunciadas, Bruno de Carvalho avisa que "o plantel sofrerá um emagrecimento neste mercado de Inverno", o que, acredita, "vai fortalecer o grupo". "Precisamos dos melhores focados", justifica.

Ao longo do texto, o presidente não esconde a tristeza e desilusão, e reconhece que esta é uma "época mal conseguida", mas ainda acredita que a conquista do campeonato "não é impossível".

Aos adeptos, que na madrugada desta quarta-feira receberam a equipa sob fortes protestos, pede apoio "para mantermos esta equipa". "Atirar a toalha ao chão não é uma hipótese." "Não estou a pedir que não se sintam frustrados nem que não critiquem. Essa pressão faz parte dos grandes clubes e eu quero que ela exista", continua. "É, nestes momentos, que as lideranças têm que ser firmes", sublinha.

A 4 de Março, Bruno de Carvalho vai a eleições para a direcção e Pedro Madeira Rodrigues é o seu opositor. Até lá, Bruno de Carvalho quer "fazer as três coisas que são a receita para ultrapassar estes ciclos negativos: trabalhar, trabalhar e trabalhar!".