Melhor começo de época para Sousa

Gastão Elias voltou a obrigar Dominic Thiem a disputar o set decisivo

João Sousa alcançou os quartos-de-final em Auckland
Foto
João Sousa alcançou os quartos-de-final em Auckland Alexander Bondarev

João Sousa está a protagonizar o melhor início de época de sempre, ao alcançar os quartos-de-final em Auckland, o primeiro torneio que realiza em 2017. O número um português somou a segunda vitória na Nova Zelândia confirmando o bom momento de forma, a poucos dias do início do Open da Austrália, que arranca no próximo dia 16.

“Penso que fiz uma exibição sólida para vencer um jogador que vinha com confiança, de passar o qualifying, o que nem sempre é fácil”, resumiu Sousa (44.º no ranking ATP), após vencer o britânico Brydan Klein (324.º), por 6-3, 6-4. “No primeiro set, ambos servimos a bom nível. Felizmente, consegui fazer o break e depois consegui manter o meu serviço. No segundo set, foi um bocadinho diferente, com alguns altos e baixos, mas acabei por conseguir manter o meu serviço na fase final do set”, explicou o vimaranense.

Nos quartos-de-final, Sousa vai defrontar Robin Haase (58.º), autor da surpresa do dia em Auckland ao eliminar o espanhol David Ferrer (21.º), por 2-6, 6-4 e 7-6 (7/4). Nas duas horas de jogo, o holandês de 29 anos somou 11 ases e salvou seis de nove break-points para eliminar o tetra campeão de Auckland (2007, 2011, 2012 e 2013). “É um jogador que hoje teve uma grandíssima vitória, que conheço bem, joguei com ele no ano passado nos Jogos Olímpicos. Vai ser sem dúvida um encontro difícil”, adiantou Sousa, vencedor desse duelo olímpico, no Rio de Janeiro.

Menos sorte teve Gastão Elias (81.º) que foi afastado do torneio de Sydney pelo mais cotado tenista da prova, o austríaco Dominic Thiem (8.º), ao fim de duas horas e 39 minutos: 6-7 (5/7), 6-3 e 7-5. Tal como nos dois embates anteriores com Thiem, o número dois português discutiu o encontro até ao último ponto, depois de recuperar, em todos os sets, de um break de desvantagem. Mas a elevada intensidade imposta por Thiem foi roubando energias a Elias. Além da auspiciosa exibição do tenista português, Elias irá chegar ao Open da Austrália cerca de cinco lugares acima no ranking.

A Sousa e Elias, não se irá juntar no quadro principal do Open australiano Pedro Sousa (189.º), eliminado na primeira ronda do qualifying, pelo egípcio Mohamed Safwat (196.º), por 7-6 (7/2), 6-4.