PSP sensibiliza população para o crime de violência doméstica

Foto
“A violência doméstica constitui uma das principais causas de morte no seio da família e a maior causa de morte e de ferimentos de mulheres em todo o mundo”, sublinha a PSP MANUEL ROBERTO / Arquivo

A Polícia de Segurança Pública (PSP) inicia nesta segunda-feira a operação nacional de sensibilização “Violência fica à porta” para alertar a população para a problemática da violência doméstica.

Entre esta segunda-feira e o dia 28 deste mês vão ser realizadas acções de sensibilização sobre o tema, nas quais “serão privilegiados os contactos pessoais com os cidadãos, nomeadamente vítimas de violência doméstica e idosos”.

“A violência doméstica constitui uma das principais causas de morte no seio da família e a maior causa de morte e de ferimentos de mulheres em todo o mundo”, adiantou aquela força de segurança.

No ano passado, mais de 26.700 pessoas foram vítimas de violência doméstica, menos 498 do que em 2014, com o distrito de Lisboa a liderar, com quase seis mil casos, segundo dados do Relatório Anual de Segurança Interna.

De acordo com o Relatório Anual de Segurança Interna, a PSP e a Guarda Nacional Republicana (GNR) registaram 26.783 ocorrências referentes a casos de violência doméstica, em 2015.

Sugerir correcção