DR
Foto
DR

Megafone

Estes meninos são cá de uma Falta de Chá...

Não é apenas no texto e nas pérolas cómicas que reside a riqueza desta Falta de Chá. A produção recheada é também um grande "plus" para estes dois catraios

Esta não é uma história "boy meets girl". Esta é uma história "youtuber meets comedian", e de repente nasce uma "sketch comedy" no YouTube. Das boas, afianço.

Tudo começou quando Ricardo Cardoso foi ter com Guilherme Duarte, mais conhecido como Por Falar Noutra Coisa e desafiou-o para fazer uns "sketches" para a net. Bem dito, bem feito. "Tinha conhecido esse palerma num 'workshop' de humor", recorda Guilherme, "e ele apaixonou-se por mim e arranjou uma desculpa para estar comigo várias vezes por semana. A ideia inicial era só fazermos 'sketches' soltos, um por semana, mas nas reuniões de escrita a coisa foi crescendo. Então, o Falta de Chá passou a ser uma série de 10 episódios, cada um com sete minutos, mas com cinco ou seis 'sketches'".

Não é apenas no texto e nas pérolas cómicas que reside a riqueza desta Falta de Chá. A produção recheada é também um grande "plus" para estes dois catraios, e Guilherme Duarte revela que foi tudo "pro bono", como se o Edge não merecesse nada (#larachacomU2, peço imensa desculpa). "No início, íamos gravar tudo com as nossas câmaras ranhosas, até que apareceu a Até Que Enfim Produções, que decidiu apostar no projecto. De borla. Sem favores sexuais. Juro. Quando vimos o potencial que a produtora trazia à série, adicionámos vários 'sketches' e tivemos isso em conta para a tornar o melhor possível e, modéstia à parte, com uma qualidade que nunca foi vista em web em Portugal. Quando falo em qualidade, falo da produção. É excelente, mas coloca-nos muita pressão: se isto falhar, não temos desculpas a não ser a nossa falta de piada. Os adereços também foram emprestados numa parceria com a Mascarilha, e os locais onde filmámos cederam-nos o espaço também sem cobrar nada. Basicamente, só investimos o nosso tempo e estamos muito contentes com isso. Para além de nos sair mais baratos, mostrámos que, com qualidade, é possível arranjar os parceiros certos e que, em Portugal, há muito boa gente que gosta de ajudar."

A opção de fazer conteúdos para o YouTube também foi consciente, assegura Guilherme: "a ideia sempre foi a de fazer uma série para a web. Não temos padrinhos nem cunhas para a TV, por isso temos de ir à volta. Somos nativos das redes sociais e os nossos seguidores estão na net. E, sinceramente, poucos ou nenhuns canais, sem ser os generalistas, têm mais alcance que o canal de YouTube do Ricardo e o meu blogue e Facebook combinados. A ideia é fazer com que isto chegue ao máximo de pessoas e, depois, numa segunda temporada, fazer com que se torne sustentável. Como? Por exemplo, uma marca de chá a patrocinar isto. Fica a indirecta para os 'brand managers' e directores de marketing que estejam a ler isto". Pimbas.

Na verdade, confesso que não me espantou que esta "sketch comedy" tivesse tanta qualidade de escrita logo à partida. Quem conhece os talentos do Guilherme Duarte sabe bem do que falo. Um tipo que, em três anos, e com um "daytime job", conseguiu lançar um livro (o segundo está a caminho), um blogue com uma visibilidade monstra e capacidades extraordinárias como "stand-up comedian" só podia escrever "sketches" fabulosos. Tudo isto com um parceiro incrível como o Ricardo Cardoso, ouro sobre azul. Guilherme sabe bem o que quer, embora não consiga prever o futuro: "sempre vi isto da comédia como um 'hobby', faço mesmo por gosto. Excepto o 'stand-up', que me causa mal-estar físico e me deixa à beira de um AVC nos minutos que antecedem a entrada no palco. Sei que quero continuar a fazer e testar-me em mais formatos, seja rádio, cinema ou outro qualquer. Quero escrever mais livros e fazer mais 'sketches'. Quero continuar a escrever no blogue. Um dia, logo se vê onde isto vai parar, ou se dou uma de Ornatos Violeta e, do nada, desapareço do mapa. Também há a hipótese de, devido a alguns 'sketches' que temos na série, isto acabe mal, de maneira a que vejamos 'hashtags' de #JeSuisFaltaDeChá e #PrayForGuilherme&Ricardo, mas não vou desvendar mais sobre isso. É estarem atentos aos episódios que saem todas as segundas-feiras".

Portanto, assim que puderem, vejam isto e sigam estes meninos. Quanto mais não seja para não vos acusarem de Falta de Chá. (Lamento, tinha de fazer um trocadilho manhoso com a série para fechar isto com alguma lindeza e não me ocorreu nada melhor.)