Elas são centenárias, belas e enrugadas

Fotogaleria

Ter uma longa vida é um privilégio e as idosas de Reggio de Calabria, no sul de Itália, não estão em posição de queixar-se. O seu percurso, marcado pelo trabalho árduo, pelo matrimónio e pela concepção e educação de uma numerosa geração, está no centro do projecto "Life" do fotógrafo italiano Raffaele Montepaonne, que a ele se dedica desde 2007 até ao presente. Acompanhado da sua Nikon, ele visita cada pequena aldeia calabresa e regista aquilo que considera ser um reflexo do "pathos" da vida na região. As rugas do rosto e das mãos destas mulheres centenárias "revelam a dignidade da vida que se vivia em Reggio de Calabria no século passado", explica o italiano. A viuvez e a solidão são, presentemente, um elo que as une; as suas histórias de vida diferem, mas o seu estilo e ritmo são iguais. A religiosidade fervorosa "faz com que muitas terminem os seus dias agarradas a um rosário", mas é também assim que partilham as suas esperanças e histórias com Raffaele. Com ele partilham também os simples rituais diarios: os penteados, os cozinhados, as orações. São esses fragmentos que partilha com o P3. "Esta Calabria está a desaparecer e é urgente registá-la."

Sugerir correcção