Luzboa, ou como Nuno Gama partiu a loiça em Belém

Primeiro, um desfile que teve tanto sol quanto pratos com palavras-chave. Com estilhaços e abraços pelo meio, a noite terminou com Dino Alves na 47.ª ModaLisboa.

Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Nuno Gama Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Valentim Quaresma Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Valentim Quaresma Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Valentim Quaresma Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Valentim Quaresma Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Valentim Quaresma Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Cia Marítima Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Cia Marítima Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Cia Marítima Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Cia Marítima Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Cia Marítima Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Cia Marítima Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile da Saymyname Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Christophe Sauvat Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Christophe Sauvat Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Christophe Sauvat Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Christophe Sauvat Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Christophe Sauvat Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Christophe Sauvat Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Christophe Sauvat Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto
Fotogaleria
Desfile de Dino Alves Fábio Augusto

De Nuno Gama não se pode dizer que não parte um prato. Pôs 78 homens alinhados na Praça do Império, todos de prato em riste. Cada prato tem uma palavra. Os turistas passam, um par de centenas de pessoas senta-se, os convidados e a imprensa assomam do interior do Museu da Marinha para assistir ao último acto do único grande desfile aberto ao público da ModaLisboa. De repente, as palavras – “badalhoco”, “bissexual”, “preconceito”, “muçulmano”, “caixa d’óculos” ou “diferença” – vão ao ar e despedaçam-se no chão. E a banda continuou a tocar, num dia que teve ainda joalharia, moda de praia e um Aviso de Dino Alves no Pátio da Galé a fechar a noite.

O sol abrasador deste sábado em Belém recebeu a colecção de Gama para o próximo Verão, vinda da Ilha dos Amores a caminho do V Império. Luzboa, ou a colecção de Nuno Gama outra vez em Lisboa a céu aberto, é uma paleta mais suave do branco à areia com o marulhar do azul. As peças, como disse o designer há dias ao PÚBLICO, são o que são – “um casaco, é um casaco”. O que está à volta, o seu elenco masculino de calções e casacos trabalhados, é que tenta acrescentar camadas.

Foi um desfile em dois espaços, a Sala das Galeotas do Museu da Marinha e a Praça do Império, e em dois níveis porque no museu os modelos desciam de uma plataforma de vidro para serpentearem entre uma bergantina real ou uma galeota grande, barcos históricos portugueses. Cá fora, a praça fechava-se num quadrado de cadeiras e lugares improvisados à sombra para quem quisesse assistir. Mais longe, o Centro Cultural de Belém, os Jerónimos como vizinhos.

“Enquanto europeus, enquanto atlânticos que somos, com os pés assentes no nosso legado histórico”, reflecte o designer sobre a colecção, podemos aproveitar “alguma expectativa de uma Velha Europa cansada e ansiosa de novidades” para “cantar algo de bonito ao mundo. A colecção é muito isso”, uma aventura contra a diferença e pró-igualdade. As palavras, que compunham mensagens anti-racistas também nas t-shirts, não estão ligadas à roupa nem aos manequins – “não são estanques”, explicou Nuno Gama depois do desfile, das palmas e dos pratos partidos, do celofane verde, vermelho e amarelo que compunha as cores da bandeira que os modelos ergueram e dos abraços dos seus manequins.

Um cenário montado para criar imagens e perguntas muito além do pronto-a-vestir masculino de autor. Um dos primeiros pratos dizia “fascista”. “O que é ‘fascista’?”, pergunta uma criança irrequieta nos assentos da frente. A mãe hesita, mas promete, olhando para mais um modelo, “já te explico”. Ouvia-se Os Sete Magníficos ou a marcha Alte Kameraden, pela banda da Marinha representada por cinco músicos a tocar ao vivo, e continuavam a desfilar as palavras e os modelos. “Hetero”. “Monhé”. “Azeiteiro”. “Feminismo”. “Aborto”. Com os pratos partidos, veio uma brisa e ouviram-se gritos isolados de entusiasmo. O espaço era vasto, o desfile chegava ao fim e a luz, a tal Luzboa, encandeava.

O dia prosseguiu novamente nas duas salas de desfiles no Pátio da Galé e na Praça do Município. Primeiro com o jovem designer David Ferreira, adepto da extravagância e das formas angulares, depois o colectivo Awaytomars a continuar o seu projecto colaborativo – uma marca jovem, desportiva e de toque algodão ou materiais de brilhos espaciais. Verde amêndoa e outros pastéis, o seu corte em viés que já vem de outras estações, ideias que todos podemos propor e depois, através do site homónimo, ver confeccionadas.

A joalharia corporal de Valentim Quaresma surgiu em Ruptura, nome de colecção que primeiro estruturou casacos e coletes de ganga com tiras de pele e metal, depois pincelou outras peças com aspecto tinta e por fim lançou borboletas em torno do busto de manequins de ambos os sexos. Foi dos primeiros desfiles a encher a sala ao ponto de ocupar os lugares de pé, seguido pela enchente número um desta edição, para os biquínis – e não só – da Cia Marítima. Com convidadas como Vanessa Martins, Iva Lamarão ou Sara Salgado, a marca mostrou como beneficiou a moda praia com as recentes tendências de cortes, fatos de banho completos e saídas de praia em trânsito para outras paragens, com estampados ao gosto dos compradores de 2016/17.

Já Christophe Sauvat voltou o seu boho com estampados mais tradicionais, deixando a porta aberta para a Saymyname de Catarina Sequeira, que estampou frases em t-shirts e recuperou o estilo dos anos 1990, com saias-jardineira, chapéus de lona e as bolsas fanny pack a tiracolo.

O Aviso foi lançado, ao fim da noite, por Dino Alves. Com os atrasos do dia a acumularem-se, o Verão do criador despontou colorido e com o chilrear de passarinhos a ressoar pela sala mas foi perdendo o tom. Toca a sirene e os tufos de tule multicolorido, arranjados como se de flores se tratassem e combinados com calções de cor laranja forte, foram desaparecendo para dar lugar a vestidos pretos com cinzas. A história da colecção, que é também um pré-anúncio de “um novo projecto do Dino Alves Atelier”, passa-se no Planeta Terra e a protagonista é a Natureza e a forma como os humanos a tratam. É “uma chamada de atenção para alguns comportamentos que devemos alterar”, reforça Dino Alves, que teve casa cheia no último desfile do segundo dia da ModaLisboa.

Este domingo é a vez da colecção de mulher de Ricardo Preto, Filipe Faísca ou Luís Carvalho. Com Inês Garcia