aihaaihaaiha2/ Pixabay
Foto
aihaaihaaiha2/ Pixabay

Vou de férias e o animal tem de ficar. E agora?

Mais de metade dos donos de cães e um quarto dos donos de gatos levam os bichos de férias. Mas há quem não possa ou não queira e para esses há também muitas soluções: de hotéis a serviços de "pet sitting" ao domicílio. Eis a lista de sugestões do P3

Há cada vez mais donos a viajarem com os seus animais, seja em férias prolongadas, fins de semana ou passeios curtos. Mas nem sempre levar os bichanos é possível — e há mesmo casos em que não é a melhor opção. Há animais que estranham lugares novos, enjoam com as viagens, sofrem quando a temperatura é elevada, acusam o "stress". Tudo isto é, na maior parte dos casos, mais problemático com felinos do que com canídeos.

Um estudo do site de alojamentos HomeAway, feito em 2015, revelava que mais de metade dos donos de cães (54%) leva o animal de férias e um quarto dos donos de gatos (26%) também o faz. O P3 fez uma selecção para os donos que não querem afastar-se dos bichanos nem por um segundo. Mas, ao virar a estatística ao contrário, percebemos que havia algo em falta: o que fazer quando vamos de férias e não podemos ou queremos levar o animal? Esta é a nossa lista de hotéis e serviços de "pet sitting". Contamos com as vossas sugestões para a melhorar. 

Centro de Bem-Estar Animal

Este centro localizado no Castelo da Maia, concelho do Porto, tem como missão tornar mais feliz a vida dos animais de companhia. Entre os vários serviços — como loja, banhos e tosquia e transporte — disponibilizam um hotel para cães (com 20 jaulas individuais) e gatos (com sete espaços). No Centro de Bem-Estar Animal, os cães pequenos pagam 13,5 euros (com ração) ou 12,90 (sem) preços; os médios pagam 14,5 euros (com ração) e 12,90 (sem comida); os grandes 15,5 euros (com ração) e 12,90 (sem alimentação). Os gatos 9,75 (com ração) ou 9,25 (sem). 

  

Quinta Monte dos Vendavais

Criado em 1984, este hotel para cães e gatos aposta em serviços inovadores, instalações de qualidade e elevados padrões de higiene e segurança. Há um centro de lazer e bem-estar, um espaço de fisioterapia e SPA, uma escola de treino, serviço de transporte e ainda de banhos e tosquias. Na Quinta Monte dos Vendavais há 128 amplos alojamentos individuais para cães, todos com área coberta, camas e comedouros e bebedouros automáticos. Os cães são passeados diariamente e podem ainda tomar "banho numa agradável piscina para brincadeiras, sempre ao som de música ambiente", lê-se no site. Para gatos, há 48 alojamentos, com brinquedos, climatização e ginásio. Algumas boxes têm varanda para os felinos apanharem o sol de que tanto gostam. Os preços começam nos 10 euros por dia para gatos e 11,5 euros por dia para cães, mas variam consoante o tamanho do animal e a altura do ano.

Hotel Veterinário Monte dos Burgos 

Inserido na Clínica Veterinária Monte dos Burgos, no Porto, este espaço associa o serviço de hotel para cães e gatos com a prestação de serviços médico-veterinários. Há "dois pátios de recreio ao ar livre, arborizados e vedados, aos quais os cães hospedados têm acesso individual várias vezes ao longo do dia, para que possam exercitar-se e brincar", divisões com luz natural de três tamanhos diferentes (pequena, média e grande) e ainda um serviço de transporte para ir buscar e levar os animais com donos mais ocupados. O preço por noite no Hotel Veterinário Monte dos Burgos começa nos 14,20 euros por noite para que os gatos hospedados não sejam perturbados pela visualização dos cães hospedados

Holiday Pet

Este hotel, instalado num ambiente natural e calmo, quer deixar os donos descansados e os animais felizes. Além de gatos e cães, no Holiday Pet aceitam-se coelhos, hamsters, esquilos, chinchilas, tartarugas, pássaros e outros pequenos animais. Na zona de Coimbra, a cinco minutos da A1, o Holiday Pet custa 13,5 euros por dia para cães e 10,9 euros para gatos e outros animais. Há também um serviço de "pet sitting" ao domicílio para todos os animais acima referidos menos os cães. E para aqueles animais que não suportam mesmo ficar sozinhos, há uma creche para ocupar a mascote durante o dia.

Quinta d' Alcateia

Nesta escola profissional de treino para cães, no Seixal, há um hotel com 33 boxes com quatro por dois metros, com quarto, zona coberta e solário. Para esticar as patas, os cães têm 5000 metros quadrados de parque. É um "hotel de portas abertas onde os animais passam bastante tempo no exterior das boxes, sendo passeados várias vezes ao dia". Os preços da diária na Quinta d' Alcateia, que começam nos 12 euros, incluem o alimento Royal Canin.

Hospital Veterinário Mais Animais

Jardim privativo, sofá-cama, piscina aquecida, música relaxante e uma câmara de vídeo para que os donos espreitem o bichano a qualquer momento. Bem-vindos ao hotel do Hospital Veterinário Mais Animais, o local onde os cães são VID: Very Important Dogs. Nesta espécie de hotel de cinco estrelas para caninos, na Maia, os preços arrancam nos 12,5 euros por dia num quarto standard (espaço com 8 metros quadrados e com três passeios por dia garantidos) e 18,45 euros em local VID (nove metros quadrados de espaço interior, com sofá, mais nove de exterior).

Azeicão

Em Setúbal, o hotel Azeicão está equipado com boxes de 10 metros quadrados, com área coberta e bebedouros automáticos. Os animais são passeados pelos menos duas vezes por dia num espaço com 3000 metros quadrados e há um veterinário disponível 24 horas por dia. "Toda a construção foi pensada ao pormenor para dar maior bem-estar ao cão, sem lhe causar stress", explicam no site. Cães com menos de 15 quilos pagam 13 euros por noite, para animais entre os 15 e os 35 a pernoita fica por 15 euros e para animais com mais de 35 quilos o prço ascende aos 17 euros por noite. Há descontos para quem levar um segundo animal (10%) ou para animais que partilhem boxe (15%). 

Hotel Quinta do Sol

A missão? "Tornar a relação entre cães e donos mais feliz", escreve o Hotel Quinta do Sol, criado em 1997, em Loures. O alojamento dispõe de música ambiente e possibilidade de aquecimento nos dias mais frios e estão garantidos dois passeios diários. Os preços diários variam entre os 16 e os 36 euros e há ainda "actividades e mimos" extras a partir de dois euros: desde guloseimas, passando por passeios extra, sessões individuais de brincadeira, passeios na montanha, um programa de exercício desenhado à medida do animal, uma sessão de natação ou ainda desafios cognitivos para pôr à prova a capacidade dos bichanos. O SPA está também aberto, por preços mais elevados.

Hotel para Gatos

É hotel e é também "cat sitting". O espaço foi criado por Maria Irene Reis a pensar no conforto e segurança dos felinos, inspirado em serviços semelhantes existentes nos Estados Unidos da América. Há áreas de lazer com "plantação de erva gateira", monitorização permanente, arranhadores, tocas e prateleiras, bebedouros e até piscina exterior. Para "maior conforto" do gato, o hotel instalou um "Feliway, um difusor eléctrico de feromonas faciais felinas (muito elogiado por diversos etologistas) que ajuda a tornar o ambiente mais agradável e familiar ao gato, facilitando a socialização entre eles", lê-se no site. Os preços no Hotel para Gatos são de 7,5 euros por noite nos meses de Julho, Agosto e Setembro e de seis euros nos restantes meses do ano.

Pet Sitting It’s All About Dogs

Não é um "pet sitting" qualquer, são "umas férias" para o cão. Os animais ficam numa casa — com acesso a todos os espaços, interiores e exteriores — e com companhia a toda a hora. E uma vez que o It’s All About Dogs é uma escola positiva de treino e comportamento canino ainda é possível que o bichano saia com novos modos. "Os cães são passeados fora da propriedade todos os dias sem excepção, onde podem correr, brincar, nadar e desgastar energias, sempre na companhia de treinadores e outros cães", lê-se no site. Para os donos enganarem as saudades, podem acompanhar o diário dos animais, com fotos e vídeo, na página do Facebook do projecto. Os preços rondam os 20 euros na época baixa e os 25 na alta. 

Petsitter

Beatriz Alves, licenciada em enfermagem veterinária, criou em Leiria um serviço de "pet sitter". "Defino-me como uma cuidadora dos animais, uma ama dos animais à semelhança de uma baby sitter para crianças", explica na página do Facebook do Petsitter. Os preços arrancam nos 5,50 euros por uma hora.

Madame Miaus

Em Coimbra, Mariana Martins, da Madame Miaus, fica com a chave de casa dos donos de gatos e promete cuidar muito bem deles — e ainda rega plantas e levanta o correio. Os preços por dia começam nos 6 euros.  

Catsitting Miaufalda

Há quase uma década, quando procurava um gatinho para adoptar e fazer companhia ao que já tinha em casa, Ana Mafalda Azevedo cruzou-se com a Bichanos do Porto, um grupo de amigas da capital nortenha a fazer mais pelos felinos. A ligação não mais se perdeu: Mafalda adoptou um animal e tornou-se voluntária no grupo, onde permanece até hoje. Além de viver numa corrida para ajudar os animais e assumir a missão de Família de Acolhimento Temporário, Mafalda, formada em Psicologia e com uma pós graduação em Terapias Assistidas com Animais, criou há tempos o Miaufalda, um serviço de "cat sitting" na área do Porto. Ela fica com as chaves e promete comida, água, limpeza, brincadeiras e muitos mimos. Na zona de Rio Tinto, onde vive, os preços andam nos 5 euros por dia e aumentam consoante a distância e o número de visitas pretendidas — até um máximo de 10 euros.  

HappyTails

Os serviços domiciliários, na vez da saída do animal para um lugar estranho, têm "múltiplas vantagens", como a redução do stress, minimização da exposição a doenças e parasitas de outros animais e ainda a manutenção das rotinas, tão importantes para os bichos. A HappyTails vai a casa dos donos tratar dos animais: fazer limpeza, garantir a alimentação, passear (no caso dos cães) e fazer companhia. Os serviços são prestados no grande Porto, num raio aproximado de 20 quilómetros. Os preços variam, consoante a deslocação, o tipo de animal (cão ou gato) e o número de visitas diários pedidas pelo cliente. Por dia, um cão residente no Porto paga 13,5 (uma visita) ou 18,75 euros (duas) e um gato paga 10,5 euros (só precisa de uma visita). Fora da estrada da Circunvalação, os valores para cães sobem para os 16,5 euros (uma visita) e 21,75 (duas). Noutras zonas, até um limite de 20 quilómetros, os preços são de 19,50 e 24,75 euros.

O Gato Fica

Joana Soares, Catarina Rodrigues e Susana Silva. A equipa por detrás do serviço O Gato Fica é, obviamente, um trio apaixonado por felinos. Por os gatos serem animais territoriais, as três amigas sabiam bem que para a maioria desses bichanos viajar com os donos não era propriamente um presente. Mas ficar demasiado tempo sozinho e sem mimos também não. Com o serviço de "cat sittter" delas, na área de Lisboa, o dono pode ir "descansado, quer vá de férias, fim-de-semana prolongado ou viagem de trabalho", escreve no site. Além de alimentarem os gatos, garantirem a limpeza, as brincadeiras e mimos, ainda têm serviços extras como cortar unhas e escovar e dão a garantia de feedback diário com fotografias, enviadas por email ou SMS. Os preços arrancam nos 7,5 euros. 

Nexus Petsitter

Cães, gatos, pássaros, roedores e répteis. Na Póvoa de Varzim, Vanessa e Artur, a dupla por detrás do Nexus Petsitter, garante que os donos podem ausentar-se tranquilamente. Adaptam o serviço ao animal visitado — os cães têm direito a passeios no exterior, os gatos a brincadeira farta em casa — e prometem aos donos actualizações com fotografias e mensagens.

Pet Sharing da Purina

Este é um serviço de troca entre amantes de animais. Na plataforma criada pela Purina, as pessoas oferecem-se para tomar conta de um animal durante as férias ou ausências dos donos. "Através deste site é possível descobrir, recomendar e combinar uma solução entre quem precisa de alguém e quem se oferece para cuidar de um 'pet' por uns dias", lê-se no site. Com uma pesquisa rápida com dados como o tipo de animal e local, é possível encontrar as pessoas disponíveis para cuidar do teu bichano.

Patudos & Companhia

Não é um pet sitting, são muitos pet sittings. Nesta plataforma, online desde Maio deste ano, é possível encontrar e oferecer serviços de apoio domiciliário aos animais. "É o Airbnb para pet-sitters e cuidadores de animais em Portugal", explica o criador Gonçalo Correia. Para já, os serviços estão disponíveis apenas no Porto e em Lisboa, mas a ideia é fazer a rede crescer. Além dos cães e gatos, há cuidadores para tartarugas, pássaros e coelhos e é sempre possível espreitar as classificações dadas aos pet sitters da Patudos & Companhia. Tudo para garantir que o animal fica muito bem entregue. 

Herdade do Moinho Novo

(sugestão de Vera Brito)

Pet Fun

(sugestão de Fernando Correia) 

O Cantinho do Tareco 

(sugestão de Mikimizi Spielt Lego) 

 

CityDog 

(sugestão de Diogo Aguiam, da CityDog)

Patas & Papas - Dog Walking e Pet Sitting

(sugestão de Joana Maia, da Patas & Papas)

Titi Ni

(sugestão de Mariana Garcia) 

PetCare - Quintinha da Foz

(sugestão de Patrícia Jesus e António Pires, da PetCare)

Solar do Cão e do Gato

(sugestão de Augusta Marques)

DogLand Braga

(sugestão de José Lopes)

O cão laranja

(sugestão de Joana Branco)

Pet Sitting de Filipa Bastos

(sugestão de Daniel Pego)

Patinhas & Pompons

(sugestão de Carla Brito) 

Aqui Há Gato

(sugestão de Cristina Melo)

Animal Ville 

(sugestão de Cristina Melo)

Val de Palmela — Centro Canino

(sugestão de Joana Alexandre)

Pet Lovers Coimbra

(sugestões dos próprios)

Vipdog

(sugestão de Helena Pimentel)

Quinta da Patada

(sugestão de Helena Pimentel)

  

Petsitting da Linha

(sugestão de Ana Cristina Marques)

Bigodes Felizes

(sugestão de Vânia Pimentel)

Care4Pet

(sugestão de Mónica Santos) 

Hotel do Cão, Portimão

(sugestão de Filipe Correia)

Dog Vile, Setúbal

(sugestão de Ana Charro Garcia)

Petsitting da Linha, Cascais

(sugestão de Inês e Marco, do Petsitting da Linha)