Torne-se perito

V. Guimarães quebra série de 12 jogos sem vencer

A vítima dos vimaranenses foram os vizinhos do Moreirense.

Miguel Silva festeja um dos golos do Vitória
Foto
Miguel Silva festeja um dos golos do Vitória Miguel Riopa/AFP

O Vitória de Guimarães goleou neste domingo o Moreirense por 4-1 e quebrou um jejum de 12 jogos sem triunfos na I Liga portuguesa na última partida disputada em casa, a contar para a 33.ª jornada.

Num derby concelhio mais equilibrado do que o resultado indicia e que estava empatado a um golo ao intervalo, João Teixeira colocou novamente o Vitória na frente, aos 68 minutos, com Stefanovic, após marcar na própria baliza, aos 76', e Henrique Dourado, aos 86', a selarem o resultado final.

Os vitorianos, com este desfecho, subiram ao nono lugar do campeonato, com 39 pontos, ao passo que a turma de Moreira de Cónegos encerrou uma série de quatro jogos sem perder fora de casa e caiu para o 14.º lugar, com 33.

Vitorianos e "cónegos", com o destino já traçado no campeonato, proporcionaram um início de jogo aberto, com a primeira ocasião da partida a surgir para o Moreirense, aos quatro minutos, quando Iuri Medeiros ganhou espaço na meia-lua e rematou em arco ligeiramente ao lado do poste direito da baliza de Miguel Silva.

A equipa da casa respondeu e inaugurou o marcador precisamente no minuto seguinte, num cabeceamento de cima para baixo de Henrique Dourado, indefensável para Stefanovic, em resposta a um cruzamento bem medido de Otávio, na direita.

A toada da partida pouco se alterou após o golo, com ambas as formações a tentarem chegar às balizas sem qualquer receio, com Fati muito interventivo no lado do Moreirense e Xande Silva, do lado vitoriano, a criar muitos problemas a Evaldo.

O extremo, de 19 anos, quase deu origem ao segundo golo da turma da casa, numa incursão pela linha de fundo, aos 25 minutos, mas a defesa do Moreirense impediu o desvio final de Josué.

Os pupilos de Miguel Leal saíram melhor para o ataque no último quarto de hora do primeiro tempo e, depois de Rafael Martins ter ameaçado o golo, aos 33 minutos, Fábio Espinho concretizou o empate no minuto seguinte, num remate de longe, que resvalou em Cafú e sobrevoou Miguel Silva.

O Vitória, após ter sentido dificuldades no fim do primeiro tempo, entrou melhor no segundo tempo, ficando perto de marcar num lance de Hurtado, aos 49 minutos, e, depois, num remate de longe de Otávio para defesa difícil de Stefanovic, aos 52'.

O Moreirense respondeu aos 63 minutos, quando Fati entrou na área pela direita e assistiu Rafael Martins para o desvio final, mas Dalbert impediu o golo, com um corte no limite, mas foi a equipa da casa que voltou a marcar, num lance de insistência de Henrique Dourado que culminou na assistência para o desvio final de João Teixeira, aos 68 minutos.

A equipa de Miguel Leal reagiu em busca da igualdade, mas sofreu o terceiro golo num remate em arco bem executado que embateu na trave antes de ressaltar no calcanhar de Stefanovic e entrar na baliza (76 minutos), com Henrique Dourado a fixar resultado final aos 86 minutos, em mais um pontapé de fora da área.

Sugerir correcção