Arquitectura

MIMA Light: esta casa de 19 mil euros até parece que levita

Fotogaleria

Aquela casa está mesmo ali? Estas fotografias são reais ou o resultado de montagem? As perguntas são compreensíveis e resultam da intenção dos arquitectos da MIMA House, empresa portuguesa que se dedica à criação de casas modulares pré-fabricadas. Marta Brandão e Mário Rebelo de Sousa, o casal responsável pelas casas MIMA, quiseram criar um novo produto “inspirado nas esculturas minimalistas de Donald Judd”, explicou o jovem arquitecto português. A MIMA Light é um modelo “com um design muito simples e intuitivo” mas, ao mesmo tempo, “tem a graciosidade icónica de parecer estar a levitar”. A culpa é dos espelhos nos quais a casa modular parece assentar e que reflectem o ambiente envolvente. “Ao fazer com que a casa esteja visualmente a levitar, tentamos ter o menor impacto possível no solo”, definiu Mário. Ao contrário dos outros modelos da MIMA — a Essential e a House —, em que quase todos os elementos podem ser alterados e personalizados, este é “um objecto terminado”. Só as cores dos materiais podem ser mudadas, em conjugação com opções pré-estudadas. Vocacionada para a exportação, a versão Light ("leve na forma e no preço") vai estar à venda a partir de 19.000 euros (a das imagens ronda os 39.500, com oito módulos e já equipada). Produzida em Portugal, tal como os outros produtos com a marca MIMA, demora perto de cinco semanas a ser construída. AMH

Sugerir correcção