Brasil Open 2016
Foto
Brasil Open 2016

Cães abandonados foram apanha-bolas no Brasil Open

Iniciativa aconteceu num jogo entre o português Gastão Elias e o espanhol Roberto Carballes. "Cães abandonados podem ser adoptados e treinados", quis mostrar associação brasileira

Foram treinados durante alguns meses para aquele momento de glória. Frida, Costela, Mel e Isabelle, quatro cães abandonados e recolhidos por uma Organização Não Governamental brasileira, foram apanha-bolas num jogo de ténis no Brasil Open, entre o português Gastão Elias e o espanhol Roberto Carballes.

A ABEAC – Associação Bem-Estar Animal Amigos da Célia é casa de mais de mil cães e gatos no Brasil e quis com esta iniciativa chamar a atenção para o problema do abandono e sensibilizar para a adopção. O "trabalho" das estrelas de quatro patas foi um sucesso e cumpriu o objectivo, avaliou a treinadora Andrea Beckett, em declarações ao site Bored Banda: "Queríamos mostrar que cães abandonados podem ser adoptados e treinados."

De lenços laranja vestidos, os cães roubaram aos jogadores o protagonismo. E isso foi uma boa notícia: "É importante que as pessoas saibam dessas organizações e acho que é uma boa forma de fazer publicidade", comentou Gastão Elias. "Diverti-me bastante porque foi uma experiência única e sem dúvida voltaria a fazê-la", lê-se num comunicado do Estoril Open.

PÚBLICO -
Foto
Brasil Open 2016
PÚBLICO -
Foto
Brasil Open 2016
Sugerir correcção