Foto

Estudantes vão criar jóias com granito de Mondim de Basto

Projecto "Lapis Lapidem" quer juntar estudantes de design do IPVC ao mercado de extracção de granito do concelho de Mondim de Basto

Estudantes de design vão criar peças de joalharia com granito de Mondim de Basto, num projecto de valorização deste recurso que junta o município, o Museu do Ouro de Travassos e o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC). O projecto "Lapis Lapidem" vai ser desenvolvido pelos alunos do curso de design do produto da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG), do IPVC, que se propõem criar peças de joalharia utilizando como principal recurso o granito amarelo de Mondim de Basto.

"Através desta associação com a joalharia queremos valorizar o granito que é extraído no concelho", afirmou à agência Lusa o presidente da Câmara de Mondim de Basto, Humberto Cerqueira. O autarca salientou que o concelho possui 30 empresas ligadas à exploração de granito que se espalham por uma área de 100 hectares e dão emprego a cerca de 600 trabalhadores. Actualmente, a maior parte deste recurso é vendido em bruto e é, depois, transformado em outros locais.

"O granito está associado à construção civil ou à construção de muros, mas enquanto rocha, pode ser associado à joalharia e a um metal nobre como o ouro, dando-lhe essa componente mais estética, mais sexy", salientou Humberto Cerqueira.

O projecto vai desenvolver-se ao longo de quatro meses e, durante esse período, alunos e professores irão visitar os locais de extracção do granito deste concelho do distrito de Vila Real, bem como as oficinas artesanais de ourivesaria na Póvoa de Lanhoso.

"Esta escola tem como missão partilhar o seu potencial com as actividades que a comunidade desenvolve e que dele possam beneficiar, participando dessa forma no desenvolvimento regional", referiu a diretora da ESTG, Joana Santos. Depois, segundo Humberto Cerqueira, serão realizados um desfile e uma exposição com as peças criadas pelos alunos. O município compromete-se ainda a adquirir algumas das peças. "Este é um primeiro passo que estamos a dar, juntando o ouro com o granito, juntando-lhe valor", frisou. Mais tarde, poderão ser estudadas formas de comercializar este novo produto.

Sugerir correcção