Foley salvou a Austrália a 40 segundos do fim

Uma penalidade convertida pelo abertura australiano garantiu o triunfo dos Wallabies, contra a Escócia, por 35-34

Quatro grandes jogos depois, os quartos-de-final do Mundial 2015 ficaram concluídos com um duelo impróprio para cardíacos que selou o domínio absoluto do Hemisfério Sul na prova. Em Twickenham, a Austrália confirmou o favoritismo contra a Escócia, mas o fighting spirit escocês provou um enorme susto aos Wallabies que apenas garantiram a vitória, por 35-34, no último minuto, através de uma penalidade de Bernard Foley.

 

Após vencer no mesmo palco do encontro deste domingo a Inglaterra e o País de Gales na fase de grupos, a Austrália entrou em campo com o favoritismo todo do seu lado, mas o terceiro round britânico dos Wallabies acabou por ser, de forma inesperada, o mais complicado.

PÚBLICO -
Foto

 

PÚBLICO -
Foto

A selecção comandada por Michael Cheika entrou melhor na partida e, sem surpresa, Adam Ashley-Cooper marcou o primeiro ensaio, aos 9’. Parecia que os australianos teriam uma tarde tranquila, mas sem nada a perder, a Escócia deu uma excelente resposta.

 

Confirmando o grande trabalho realizado pelo neozelandês Vern Cotter, os escoceses começaram, a partir do primeiro quarto de hora, a jogar olhos nos olhos com os australianos e aproveitando uma falha incrível da defesa da Austrália num ruck, Peter Horne fez o primeiro ensaio escocês. Os Wallabies, no entanto, fizeram mais dois toques de meta antes do intervalo (Drew Mitchell e Hooper), mas no final dos primeiros 40 minutos a vantagem era escocesa: 16-15.

 

Na segunda parte, o equilíbrio e a qualidade de jogo manteve-se, mas com o bis de Mitchell, a Austrália vencia a 25 minutos do fim por 25-19. Seguiu-se mais um ensaio para cada lado e os Wallabies pareciam ter a partida na mão (32-27), mas Mark Bennett fez o terceiro toque de meta britânico e deu novamente vantagem à Escócia (34-32).

 

Faltavam, todavia, disputar seis minutos e uma falta escocesa colocou nos pés de Bern Foley o destino do jogo e, a 40 segundos do fim, o abertura não tremeu e converteu a penalidade que colocou a Austrália no caminho da Argentina nas meias-finais.

 

 

Números do Austrália-Escócia (35-34)

 

 

Ensaios:

Austrália – 5 (Ashley-Cooper, 9’; Mitchell, 30’ e 43’; Hooper, 40’; Kuridrani, 64’)

Escócia – 3 (Horne, 18’; Seymour, 59’; Bennett, 74’)

 

Penalidades convertidas:

Austrália – 2

Escócia – 5

 

Posse de bola:

Austrália – 55 %

Escócia – 45 %

 

Ocupação de terreno:

Austrália – 62 %

Escócia – 38 %

 

Metros percorridos:

Austrália – 325

Escócia – 246

 

Placagens realizadas:

Austrália – 69

Escócia – 118

 

Placagens falhadas:

Austrália – 10

Escócia – 17

 

Formações ordenadas a favor:

Austrália – 3 ganhas, 0 perdidas

Escócia – 7 ganhas, 0 perdidas

 

Alinhamentos conquistados ao adversário:

Austrália – 1

Escócia – 1

  

Penalidades concedidas:

Austrália – 6

Escócia – 8