O medo de um envelhecimento sombrio

Fotogaleria

Tornar-se paraplégico, obeso, alcoólico, pária, sem-abrigo ou suicida são alguns dos maiores temores do artista conceptual Phil Toledano. “Maybe” é a série de fotografias em que resume e compila todos os seus medos, revelando todos os "eus" em que não se quer tornar. A morte inesperada da mãe e a história de um amigo que o álcool transformou em sem-abrigo abriram caminho para novas obsessões e ansiedades: o que lhe reservaria o futuro? Phil Toledano, também autor do projecto "Um Pai Relutante" (anteriormente publicado no P3), fez alguma pesquisa para dar resposta à questão: consultou quiromantes, ouviu cartomantes, videntes, numerologistas, hipnotistas, realizou testes de ADN e consultou dados estatísticos de seguradoras. Os resultados determinaram o que foi fotografado, em conjunto com os medos que Phil já encontrava em si. Teve dúvidas em iniciar o projecto e não sentiu qualquer prazer em realizá-lo. Confessou, em entrevista ao P3: "Não gostei de passar cinco horas em maquilhagem, não gostei de quanto custou, do tempo que demorou a fazer, não gostei de estar diante da câmara, de ter tantas pessoas envolvidas a observar-me enquanto trabalhava". São 22 as fotografias que compõem esta série e que os Encontros da Imagem trouxeram até ao Theatro Circo, em Braga. A exposição está patente até ao dia 10 de Outubro. Ana Marques Maia

Sugerir correcção