Springboks com orgulho restabelecido

Após a hecatombe contra o Japão, a África do Sul deu uma excelente resposta e bateu de forma clara Samoa

A África do Sul deu neste sábado uma excelente resposta depois de sofrer na estreia do Mundial uma traumatizante derrota contra o Japão. Com uma exibição competente e concentrada, os Springboks marcaram seis ensaios a Samoa e triunfaram, por 46-6.

 

O desaire contra os nipónicos deixou marcas profundas, mas a boa reacção contra Samoa vai dar alguma tranquilidade aos sul-africanos, que continuam na luta pelo primeiro lugar no Grupo B.

 

Como se esperava, o jogo foi intenso e físico, mas a partir do momento que uma intercepção de bola permitiu a JP Pietersen marcar o primeiro ensaio, os Springboks libertaram-se definitivamente da pressão e começaram a mostrar o seu potencial No entanto, a boa equipa samoana conseguiu manter a partida equilibrada até ao intervalo (17-6).

 

Na segunda parte, com o decorrer do jogo, a África do Sul foi reforçando a sua superioridade e com a esperada quebra física de Samoa, começaram a surgir mais espaços que os bicampeões do Mundo aproveitaram para marcar mais cinco ensaios: JP Pietersen, 47’ e 78’; S. Burger, 58’; Brits, 71’ e Habana, 83’.

 

 

Números do África do Sul-Samoa (46-6)

 

Ensaios:

África do Sul – 6 (JP Pietersen, 15’, 47’ e 78’; S. Burger, 58’; Brits, 71’; Habana, 83’)

Samoa – 0

 

Penalidades convertidas:

África do Sul – 4

Samoa – 2

 

Posse de bola:

África do Sul – 61 %

Samoa – 39 %

 

Ocupação de terreno:

África do Sul – 72 %

Samoa – 28 %

 

Metros percorridos:

África do Sul – 676

Samoa – 230

 

Placagens realizadas:

África do Sul – 86

Samoa – 160

 

Placagens falhadas:

África do Sul – 11

Samoa – 42

 

Formações ordenadas a favor:

África do Sul – 2 ganhas, 0 perdidas

Samoa – 8 ganhas, 0 perdidas

 

Alinhamentos conquistados ao adversário:

África do Sul – 4

Samoa – 0

 

Penalidades concedidas:

África do Sul – 15

Samoa – 11

Sugerir correcção