Apresentação das selecções do Mundial: Tonga

Presença regular nos Mundiais, os tonganeses são sempre uma selecção combativa, mas apresentam uma equipa envelhecida

Num grupo onde a Argentina e, principalmente, os All Blacks são de outro campeonato, o objectivo de Tonga passará por alcançar o terceiro lugar no Grupo C, que garante automaticamente o passaporte para o Mundial 2019, mas para isso os tonganeses terão que ultrapassar um velho conhecido de Portugal: a Geórgia.

 

A selecção de Tonga faz parte, conjuntamente com Samoa e Fiji, da Pacific Islanders Rugby Alliance e tem no seu poderio físico uma das principais armas. O ponto alto dos Ikale Tahi na história da prova aconteceu em 2011, quando na fase de grupos do Mundial da Nova Zelândia venceram, num jogo épico, a França, por 19-14.

PÚBLICO -
Foto

 

PÚBLICO -
Foto

Quando anos depois, os tonganeses chegam a Inglaterra depois de uma boa prestação no Pacific Nations Cup e têm no seu treinador Mana Otai, um valor acrescentado. Porém, a actual Tonga é equipa envelhecida, que baseia o seu jogo numa táctica de força, o que faz antever que o duelo deste sábado entre a formação do Pacífico e a Geórgia seja uma enorme batalha – os tonganeses detêm, conjuntamente com o Canadá, o pior registo disciplinar na história da competição, com três cartões vermelhos.

 

Entre as principais figuras de Tonga, destacam-se o talonador Aleki Lutui; Nili Latu, capitão e flaqueador dos Falcons; Fetu’u Vainikolo, ponta que andou pelo Connacht e Exeter e já tem contrato com Oyonnax e Steve Mafi, segunda linha dos Western Force.

 

Curiosidade:

À semelhança das grandes selecções do Pacífico, Tonga também tem o seu ritual antes do início dos jogos: a dança tribal kailao/sipi tau. Um dos momentos altos do Mundial da Austrália em 2003, aconteceu no confronto entre a Nova Zelândia e Tonga. Antes do início da partida, quando os neozelandeses iniciaram a tradicional haka, os jogadores tonganeses responderam com a performance do kailao/sipi tau. Os jogadores das duas selecções acabaram os rituais a apenas alguns centímetros dos seus “rivais”.

 

Jogos na fase de grupos

20/09: Tonga-Geórgia, 12h00

29/09: Tonga-Namíbia, 16h45

04/10: Argentina-Tonga, 14h30

09/10: Nova Zelândia-Tonga, 20h00

 

Convocados

Avançados: Tevita Mailau, Alisona Taumalolo, Soane Tonga'uiha, Halani Aulika, Sila Puafisi, Elvis Taione, Paula Ngauamo, Aleki Lutui, Tukulua Lokotui, Joeseph Tiuneau, Steve Mafi, Opeti Fonua, Hala T-Pole, Nili Latu, Jack Ram, Viliami Ma'afu, Sione Kalamafoni, Uili Kolo'ofai.

Três-quartos: Sonatane Takulua, Samisoni Fisilau, Sosefo Ma'ake, Kurt Morath, Latiume Fosita, Sione Piukala, Siale Piutau, Viliami Tahitu'a, Fetu'u Vainikolo, Telusa Veainu, Tevita Halaifonua, William Helu, Vungakoto Lilo.