Bicampeões e com menos 100 mil sócios

Os “encarnados” perderam mais de uma centena de milhar de sócios em cerca de dois meses.

O benfica perdeu muitos sócios em dez anos
Foto
O benfica perdeu muitos sócios em dez anos FILIPPO MONTEFORTE/AFP

Está cada vez mais longe o objectivo de Luís Filipe Vieira de ver o clube da Luz atingir a meta dos 300 mil sócios. No final do processo de renumeração levado a cabo pelo Benfica – algo a que está estatutariamente obrigado de dez em dez anos -, o Benfica viu o número de associados cair abruptamente.

Assim, dos 247.859 anunciados em Maio - o que o tornava o clube com mais sócios do mundo – os “encarnados” passaram para 156.916.

O processo de renumeração tem de ser feito, segundo os estatutos, no mínimo de 10 em 10 anos, tendo a anterior sido realizada em 2005.

Antes desta renumeração, em Maio, cerca de 35% dos 247 mil sócios tinha quotas em atraso, ou seja, tinham suspendido os pagamentos há pelo menos um ano.

Numa tentativa de evitar uma diminuição muito acentuada do número de associados, o Benfica tinha permitido que o prazo para regularização de dívidas se prolongasse até 6 de Junho, oferecendo um plano de pagamentos faseados. Só que, mesmo com esta benesse, os “encarnados” não foram capazes de evitar uma sangria.

J´se for comparado o número de sócios do clube em 2005, quando tinha 94 mil sócios, e os existentes actualmente registou-se um crescimento de mais de 50%.

Notícia corrigida dia 15, às 13h24, acrescentando o número de sócios do Benfica em 2005.