Luís Filipe Vieira: “Não há insubstituíveis nesta casa”

Presidente do Benfica garante que não tem pré-acordo com nenhum treinador.

Foto
Paulo Pimenta

A partida de Jorge Jesus já foi tornada oficial pelo Benfica, que deu por encerradas as negociações para a renovação do contrato do técnico que vai rumar ao Sporting. Esta noite, o presidente do clube admitiu estar desiludido mas disse que vai procurar “um treinador de carácter”. E garantiu que não há pré-acordo com nenhum treinador.

Antes de um jantar com deputados da Assembleia da República no Estádio da Luz, Luís Filipe Vieira fez um discurso com críticas implícitas a Jorge Jesus. “Os que me conhecem sabem que uma das maiores virtudes que aprecio é a gratidão. Define muito o carácter das pessoas. Vou procurar, com tempo e sem pressa, um treinador de carácter, ambicioso, comprometido com o Benfica e toda a estrutura do clube”, vincou.

O presidente dos “encarnados” esclareceu ainda que não existe pré-acordo com nenhum treinador. “Dou a minha palavra de honra: não tenho pré-acordo com ninguém, mas tenho ideia muito clara do que quero para o Benfica. Um treinador sem medo de apostar nos nossos miúdos, que seja capaz de fazer projecto integrado dos escalões de formação até ao futebol profissional. Não há insubstituíveis nesta casa, mesmo que alguns pensem que o são. Estou desiludido”, admitiu Luís Filipe Vieira.

“O tempo é sempre o melhor juiz. Veremos o que o tempo nos dirá no próximo ano. Não se preocupem com os que partem, alegrem-se com os que ficam, é com eles que vamos continuar a ganhar”, sublinhou ainda o dirigente. Vieira tinha frisado que os sucessos atingidos esta temporada (conquista do campeonato, Supertaça e Taça da Liga) devem-se a um trabalho colectivo: “Ninguém constrói nada sozinho, muito menos num clube com a dimensão do Benfica. Os títulos, qualquer um, são fruto de um trabalho colectivo. Todos os que trabalham no Benfica são campeões e merecem o sucesso que o clube está a viver.”