Siza e Souto de Moura levam Jangada de Pedra a Washington

Os arquitectos criaram uma instalação conjunta para para a entrada do John F. Kennedy Center for the Performing Arts.

Foto
Não é a primeira vez que Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura trabalham juntos Fernando Veludo

Os arquitectos Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura criaram uma instalação conjunta para a entrada do John F. Kennedy Center for the Performing Arts, o centro cultural nacional dos EUA. A obra, inspirada no livro Jangada de Pedra, de José Saramago, vai ficar instalada durante três semanas, entre 3 e 24 de Março, no âmbito da exposição Iberian Suite: Arts Remix Across Continents, um evento de divulgação da cultura de Portugal e Espanha, que contará com a participação de artistas da lusofonia e da América Latina.

A instalação Jangada de Pedra resulta de uma iniciativa do Arte Institute, um organismo de promoção da arte portuguesa com sede em Nova Iorque, e que contou com o patrocínio da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

“É um grande orgulho para o Arte Institute ter o arquitecto Souto de Moura e o arquitecto Siza a trabalharem nesta instalação, um desafio contra-relógio que demonstrou não só o seu talento e profissionalismo como a sua generosidade e entrega”, disse à agência Lusa, no início desta semana, a presidente do Arte Institute, Ana Ventura Miranda.

A responsável pelo instituto contou à Lusa que o convite para a realização da instalação foi inicialmente endereçado a Souto de Moura, mas que o arquitecto perguntou se poderia estender esse convite ao seu mestre Álvaro Siza. “Eu respondi, emocionada, que o meu sonho para Portugal era esse mesmo: ver o país conseguir trabalhar como eles os dois, com generosidade, a puxarem um pelo outro para fazer melhor”, disse Ana Ventura Miranda.

Siza e Souto de Moura têm trabalho juntos em diferentes momentos das suas carreiras, como em 2005, quando assinaram ambos o pavilhão efémero da Serpentine Gallery, em Londres.

A instalação para o Kennedy Center é construída em pedra doada pela empresa Solancis, com sede na Benedita, Alcobaça. Ana Ventura Miranda acrescentou que, para além da obra dos dois Pritzker portugueses, outras instalações vão estar expostas durante o evento Iberian Suite. Uma delas é um eléctrico de cortiça em tamanho real, criado pelo artista plástico e designer Nuno Vasa, que transporta a Mensagem de Fernando Pessoa, e que será colocada no Hall of Nations, uma das entradas do centro. Na outra entrada – Hall of States – estará uma instalação em pedra em que se exibem manequins do mundo inteiro inspirados em temas portugueses e espanhóis e que terá a presença dos designers portugueses Storytailors.