Fotografar dança de varão para combater estereótipos

Fotogaleria

Bart Erkamp via a dança do varão como a dança do varão é vista por muita gente: como uma forma de entretenimento utilizada em clubes de strip pouco recomendáveis. Mas isso foi antes — antes de conhecer a actual namorada, dançarina de "pole dance", e perceber que a dança em questão podia ser um desporto a sério. Com o preconceito de parte, o fotógrafo alemão começou a conhecer a dedicação de muitos praticantes desta modalidade, que tinham até varões em casa para treinar — e foi assim que iniciou uma série fotográfica, que contradiz a imagem corriqueira da modalidade, a que chamou "Pole fitness at home". "Desde 2005 que existem vários espaços de prática de dança do varão na Holanda. Há até aulas especiais para crianças, onde, entre brincadeira, elas treinam força e coordenação. Há também um aumento do número de homens a dançar esta modalidade", escreve o autor na página do projecto. Agora, há mais um desejo a cumprir: "Se chegar até à International Pole Sports Federation, a dança do varão será uma modalidade olímpica um futuro próximo."

Sugerir correcção