Mariana dá um toque português às jóias da Swarovski

Com 33 anos, Mariana Carmona já desenhou perto de 2000 jóias — muitas delas para a Swarovski. Designer portuguesa está em Paris há quase quatro anos e as suas criações já foram usadas por Miranda Kerr

Com 33 anos, Mariana vive há quase quatro em Paris — cidade onde nunca se imaginou
Fotogaleria
Com 33 anos, Mariana vive há quase quatro em Paris — cidade onde nunca se imaginou
DR
Fotogaleria
DR

Mariana Carmona nunca tinha pensado viver em Paris: a capital francesa não fazia parte da lista de cidades onde gostava de trabalhar. Já Londres e Genebra estavam no topo de preferências. Ironicamente, diz ao P3, foi precisamente para Paris que se mudou, há quase quatro anos, para trabalhar na Swarovski. Mariana é designer de jóias na empresa multinacional, um sonho com muitos anos.

“Em criança pedia à minha mãe a à minha avó para ver a caixa das jóias. Observava-as com muita curiosidade, apreciava as formas e as suas pedras”, recorda, em entrevista por e-mail. À paixão por peças de joalharia, a designer de 33 anos junta o gosto por trabalhos manuais. “Decidi seguir joalharia para poder desenvolver pequenas esculturas que adornassem o nosso corpo”, resume. Mariana licenciou-se na área pela Escola Superior de Artes e Design (ESAD) de Matosinhos e estudou gemologia (ciência que se dedica a pedras preciosas) no Gemological Institute of America (GIA), em Londres.

Em Abril de 2014, depois de perto de três anos na Swarovski, foi promovida a "senior designer" na equipa responsável pela colecção clássica, “uma das mais importantes da marca”, diz. Anéis, brincos, colares, pendentes, pulseiras e alfinetes são algumas das peças que Mariana cria — e já lá vão mais de 2000 jóias, adianta. Só na Swarovski, por temporada, são lançadas cerca de 500 novidades. Mas para isso, cada peça passa por um processo de desenvolvimento de 15 meses, “a partir da primeira fase de projecto até ao lançamento nas lojas e revendedores”, explica a jovem.

Na colecção clássica à qual se dedica, Mariana trabalha com latão e bronze, em “diferentes banhos de ródio, ouro amarelo e ouro rosa” — sem esquecer os cristais da marca, claro. É, aliás, a variedade de cristais (“cortes, tamanhos, formas e paleta incrível de cores”) que mais impressiona a portuguesa, fascinada por rubis, safiras, opalas ou turmalinas. “Pode ser um ‘cliché’, mas a natureza tem as formas e as cores mais bonitas.”

Foto
Um dos conjuntos desenhado por Mariana Carmona

Assim se explica o design das primeiras jóias que criou para a marca, da linha “Tranquility” [vê mosaico à esquerda], para a colecção Primavera/Verão 2013. Tinham uma “inspiração na natureza, com folhas e orvalho”, para um público-alvo mais centrado em casamentos. “Cada designer tem um talento especial que se encaixa em diferentes estilos”, considera, e o objectivo é sempre “fazer os clientes felizes”.

Foto
Tranquility foi a primeira linha que Mariana criou, quando entrou para a Swarovski

“A minha mais-valia [enquanto profissional] são as minhas raízes portuguesas. Tenho diferentes conhecimentos, cultura e perspectivas, trago outras emoções e maneiras de pensar para a empresa”, reflecte Mariana, que já viu peças suas serem usadas por Jennifer Lopez e Miranda Kerr. No entanto, sublinha, “nada é mais gratificante do que ver, nas ruas, pessoas do nosso quotidiano com peças nossas”. “Há uma explosão de alegria, sente-se que a missão foi cumprida.”

As próximas peças com assinatura da jovem portuguesa chegam ao mercado em Janeiro e Fevereiro de 2015, mas em desenvolvimento já está a colecção Primavera/Verão de 2016. Os valores começam nos 39 euros e podem chegar aos 349.

Artigo actualizado às 17h16 de 20 de Janeiro de 2015.