Porto de Sines premeia trabalho de ensaio sobre o seu valor geoestratégico

O maior projecto para Sines é a construção do novo terminal de contentores Vasco da Gama
Foto
O maior projecto para Sines é a construção do novo terminal de contentores Vasco da Gama Miguel Manso

Um trabalho sobre o valor geoestratégico do porto de Sines, no litoral alentejano, venceu a primeira edição do Prémio Ensaio, instituído este ano pela Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), foi hoje anunciado.

O texto, da autoria de Paulo Jorge M. Pires Moreira, "evidencia as capacidades e aspirações do Porto de Sines, que, fruto da sua localização e das suas potencialidades competitivas, se afirma como um activo estratégico capaz de se integrar e satisfazer a procura de uma cadeia do transporte marítimo à escala mundial", refere a APS em comunicado enviado à agência Lusa.

Considerado "o melhor trabalho na área da Gestão e Economia Portuária concluído entre 2012 e 2014", o ensaio "O Porto de Sines - um activo geoestratégico nacional" foi premiado pela APS com cinco mil euros.

O vencedor foi eleito, entre os três trabalho a concurso, por maioria, por um júri composto por elementos da APS e professores universitários.

O júri atribuiu também, por unanimidade, uma menção honrosa ao trabalho de Elisabete Maria Mourinho Arsénio Guterres de Almeida e José João Prata Oliveira Laranjeira da Silva, intitulado "Avaliação de cenários intermodais de transporte para o Porto de Sines: uma oportunidade para o transporte marítimo de curta distância?".

A APS anunciou, no início deste ano, a criação do Prémio Ensaio do Porto de Sines, cuja intenção é "incentivar a produção de trabalhos académicos ou de investigação relacionados com a actividade portuária".

De acordo com a empresa, serão distinguidos, anualmente, autores nas áreas da Gestão e da Economia, do Direito e da História.

O prémio é atribuído "rotativamente" a cada uma destas três matérias, sendo que, em 2014, o tema foi a gestão e a economia portuárias.

Sugerir correcção