OHNO/DR
Foto
OHNO/DR

OHNO: roupa nacional produzida com matéria-prima sustentável

Fundada por três jovens portugueses, esta marca de vestuário recorre apenas a ingredientes “amigos do ambiente” como o algodão reciclado ou virgem, o tencel e o poliéster reciclado

A OHNO é uma marca de roupa, criada por três jovens portugueses, que utiliza quase exclusivamente matérias-primas sustentáveis. Todo o trabalho de estampagem é feito com tintas à base de água. Uma “t-shirt”, por exemplo, é constituída por 50% de algodão orgânico reciclado e por 50% poliéster reciclado. 

A marca foi idealizada em 2013 por Pedro Henriques, 26 anos, Ivo Fernandes, 27 anos e Nuno Samarra, 27 anos (mais tarde, Nuno teve de abandonar o projecto, sendo substituído por Helena Cadete, 45 anos). Os criadores queriam que o nome da marca sugerisse um grito de alerta — daí o “oh no!” — para promover uma consciência ambiental mais sólida. “Temos consciência de que a natureza tem de ser preservada e honrada por tudo o que representa, por isso tivemos a ideia de criar uma marca de roupa com um padrão ecológico”, refere Pedro ao P3 numa conversa telefónica. 

PÚBLICO -
Foto
OHNO/DR

Cada peça de roupa  é composta no mínimo por 95% de matéria-prima sustentável. É o caso do algodão orgânico virgem ou reciclado, do poliéster reciclado, que resulta da transformação de antigos produtos PET em novos produtos, e do tencel, uma fibra de celulose natural feita a partir da polpa da madeira retirada de florestas auto-sustentáveis

PÚBLICO -
Foto
OHNO/DR

Toda a linha de produção da OHNO está, segundo Pedro Henriques, baseada nos princípios de comércio justo, no diálogo, na transparência e no respeito, na procura pela maior igualdade no comércio internacional. O projecto contribui para o desenvolvimento sustentável, garante Pedro, e oferece as melhores condições comerciais aos produtores e aos trabalhadores que integram a cadeia produtiva. 

 A OHNO não tem acesso às matérias-primas originais, porque é a empresa inglesa com que trabalha — cujo nome Pedro não quis revelar — que reúne os materiais, transformando-os e produzindo peças. A OHNO apenas trata de todo o processo de design do vestuário. Contudo, como os têxteis são certificados, os criadores dizem ter a certeza de que estão a trabalhar com produtos sustentáveis. 

Esta marca de roupa ecológica, para além de ter como objectivo alcançar o mercado internacional, pretende começar a produzir calças, calções, acessórios e utilitários desportivos, como mochilas e sacos, por exemplo, tudo com uma vertente ecológica. Entre as suas marcas distintivas está uma solução de tecido, aplicada ao lado do bolso das “t-shirts”, que permite pendurar os óculos de sol, ou os auriculares, por exemplo, sem danificar a gola.  

 A marca já conta com uma loja online, onde os preços variam entre 23,90 euros (uma “t-shirt” básica) e 27,90 euros (uma “t-shirt” com um bolso e a aplicação).

Texto editado por Andréia Azevedo Soares

Sugerir correcção