Festival Sete Sóis Sete Luas arranca na quinta-feira em Odemira

O Festival Sete Sóis Sete Luas envolve, este ano, 33 municípios de 13 países da Europa, da África e da América do Sul

Espectáculos musicais dos franceses Du Bartà, da italiana Sossiobanda, da Vibra.Sóis.Orkestra e da 7Luas.Cordas.Orkestra e uma exposição de pintura marcam a edição deste ano do Festival Sete Sóis Sete Luas em Odemira, que arranca nesta quinta-feira.

Através do festival, com sons e artes plásticas do mediterrânico e do mundo lusófono, a vila de Odemira integra a rede do Festival Sete Sóis Sete Luas, que este ano envolve 33 municípios de 13 países da Europa, da África e da América do Sul, entre os quais sete portugueses.

Segundo a Câmara de Odemira, os quatro espectáculos musicais do festival vão decorrer entre quinta-feira e domingo, sempre a partir das 21h30 no Cineteatro Camacho Costa, e a exposição da artista eslovena Fluvia Zudich será inaugurada no dia 20 deste mês e estará patente até 31 de Outubro na Biblioteca Municipal da vila.

O Festival Sete Sóis Sete Luas arranca na quinta-feira com o espectáculo dos Du Bartà, que oferecem uma viagem pela canção popular "languedocienne", da região de Languedoc-Roussillon, no sul de França.

Segue-se, na sexta-feira, o espectáculo da Sossiobanda, "uma das propostas musicais mais interessantes e prestigiadas da world music italiana".

A Vibra.Sóis.Orkestra, uma das produções originais criadas pela rede para a edição deste ano do Festival Sete Sóis Sete Luas, atua no sábado.

Dirigida por Custódio Castelo, "o grande virtuoso da guitarra portuguesa", a Vibra.Sóis.Orkestra é composta por músicos de Portugal, Itália, França, Cabo Verde e Roménia, os quais "dão vida a um projecto que une fado, morna, tradição occitana e do sul da Itália".

A 7Luas.Cordas.Orkestra, outra das produções originais criadas pela rede para a edição deste ano do Festival Sete Sóis Sete Luas e que é fruto de uma residência artística de seis músicos de quatro países do Mediterrâneo que decorreu este mês em Castro Verde, atua no domingo.

Através do espectáculo, a 7Luas.Cordas.Orkestra vai apresentar um repertório de músicas tradicionais, composições originais e novos arranjos já editados, numa conjugação de diferentes estilos musicais do Mediterrâneo e numa viagem pelas culturas dos países que integram a rede do Festival Sete Sóis Sete Luas.