Pedro Gomes
Foto
Pedro Gomes

CRAV pede para ser despromovido

Num email envido ao presidente da FPR a equipa de Arcos de Valdevez invoca falta de condições desportivas e financeiras para disputar a Divisão de Honra

Depois do imbróglio jurídico provocado pela renuncia do Caldas Rugby em disputar a Divisão de Honra, a Federação Portuguesa de Râguebi depara-se com mais um enorme problema para resolver: nesta segunda-feira, o CRAV solicitou a despromoção à I Divisão.

É mais uma bomba no râguebi português que promete agitar as próximas semanas. Num email, que o P3 Râguebi teve acesso, enviado na tarde desta seginda-feira ao presidente da FPR, o CRAV afirma não ter condições para disputar o principal escalão do râguebi português.

Os minhotos justificam “o pedido insólito” de “solicitar a despromoção do CRAV para a I divisão” com um “defeso absolutamente dramático” onde perderam o “concurso de 6 atletas titulares da equipa principal que foram para outros clubes”, tendo ainda registado “o abandono da competição de dois atletas por terem optado pelo fim da sua carreira desportiva”.

PÚBLICO -
Foto

A juntar a estes aspectos desportivos, a equipa de Arcos de Valdevez, que em 2013-14 teve “uma época extremamente difícil” do “ponto de vista financeiro”, diz não ter “recursos” que “permitam disfarçar este problema com o recrutamento de atletas estrangeiros de qualidade”.

“Com este quadro, temos a convicção que, passadas três ou quatro jornadas com resultados extremamente desnivelados, cheguemos às faltas de comparência por não termos atletas disponíveis, o que seria a todos os níveis vergonhoso para nós e para o Rugby nacional”, acrescentam os minhotos.

Deste modo, o CRAV, embora saiba que “este é um pedido que se reveste de muitas dificuldades” e é “severamente punido pelos regulamentos”, pede a compreensão “da direcção da FPR e de todos os clubes” neste “delicado momento da vida” do clube.

Sugerir correcção