Seguro promete estrada até Entre-os-Rios se for eleito

Líder do PS critica Governo por avançar apenas com parte do IC35 entre Penafiel e Entre-os-Rios.

Nuno Ferreira Santos
Foto
Nuno Ferreira Santos

O secretário-geral do PS, António José Seguro, reafirmou hoje em Penafiel que se for eleito primeiro-ministro o IC35, que liga aquela cidade a Entre-os-Rios, vai ser uma realidade.

"Esse é o meu compromisso. Sou um homem de uma só palavra", afirmou, recordando que já tinha feito essa promessa em agosto de 2011, quando visitou a Feira Agrícola do Vale do Sousa (Agrival).

Em declarações à Lusa, após ter visitado a edição deste ano daquele certame, o líder do PS sublinhou que só promete aquilo que tem a certeza de poder cumprir.

"Comprometi-me que o próximo Governo, por mim liderado, concluirá todo o traçado e não apenas uma parte", insistiu, tendo a seu lado o líder da Federação do Porto, José Luís Carneiro, e dirigentes locais do PS.

No último domingo, o primeiro-ministro também visitou a Agrival, onde, em declarações à Lusa, prometeu haver condições para se avançar com o primeiro troço do IC35, ligando Penafiel a Rans, numa extensão de quatro quilómetros.

Sobre o resto da obra, Passos Coelho disse que depende do acordo de parceria que o Governo está a negociar com a União Europeia.

Sobre as declarações do chefe do Governo, o líder do PS considerou hoje que "uma parte [do IC35] não resolve o problema de toda a região" e que "é necessário que o troço vá até Entre-os-Rios".

Seguro criticou também o Governo por não ter ainda assegurado da União Europeia o financiamento necessário para construir aquela acessibilidade reclamada pelos autarcas há mais de duas décadas. "Nós vamos receber mais de 20.000 milhões de euros até 2020 e não se arranja uma comparticipação para uma estrada que custa cerca de 65 milhões de euros?", questionou.