A vez de Shaqiri brilhar no Mundial

O avançado suíço marcou o segundo hat-trick do Mundial. A vítima foi a selecção das Honduras.

Foto
Shaqiri foi o homem do jogo entre a Suíça e as Honduras Michael Dalder/Reuters

Três golos sem resposta às Honduras colocaram, momentaneamente, os holofotes em Shaqiri. O avançado que alinha no Bayern Munique apurou, desta forma, a Suíça para os oitavos-de-final do Mundial, acompanhando a França, como segunda classificada do Grupo E. Somando seis pontos em três jogos, a "nati" terá agora pela frente a Argentina.

Culminando 45 minutos de bom nível, Shaqiri foi a figura da partida, chegando ao intervalo com dois golos apontados e uma excelente exibição.

O primeiro, logo aos 6', após um remate de fora da área, o segundo, pouco depois da meia-hora.

Após o intervalo, Shaqiri voltaria a encontrar o caminho da baliza e só não apontou mais porque o guarda-redes hondurenho, Valladares, impediu estragos maiores a uma selecção americana que é por muitos apontado como a mais frágil das que surgiram neste Mundial.

As Honduras nunca foram capazes de incomodar Benaglio e a saída forçada de Costly, um dos seus melhores jogadores, apenas piorou o cenário.

Os hondurenhos deixam o Mundial com mais uma série de jogos sem qualquer triunfo, nada que se estranhe numa selecção que em nove partidas disputadas em Campeonatos do Mundo ainda não somou nenhuma vitória.