Filipe Albuquerque fora das 24 horas de Le Mans sem pilotar

Foto
O Audi ficou danificada e não pôde regressar à corrida GUILLAUME SOUVANT/AFP

O português Filipe Albuquerque não chegou neste sábado a competir nas 24 horas de Le Mans, em França, já que o Audi que partilhava com Marco Bonanomi e Olivier Jarvis teve de abandonar na sequência de um acidente.

A equipa do português partiu do quinto lugar da "grelha", o italiano Marco Bonanomi já tinha levado o R18 ao terceiro posto, mas foi abalroado com cerca de hora e meia de corrida, numa altura em que o "safety car" tinha entrado em pista devido à queda de chuva.

O Audi número 3, um dos candidatos ao triunfo na categoria rainha (LMP1), ficou de tal forma danificado que não pôde voltar ao circuito de La Sarthe.

"Não há muito que possa dizer. É um sentimento agridoce. Estávamos tão bem, com um andamento impressionante e, quando menos se espera, o pior acontece. Sabemos que as ratoeiras de Le Mans estão onde menos esperamos, mas nunca pensei que fosse connosco", afirmou Filipe Albuquerque, que recebeu troféu de melhor piloto estreante na qualificação.

Após as primeiras seis horas de corrida, que se iniciou às 15h locais (14h em Lisboa), a prova era liderada pelo Toyota TS040-Hybrid número 7, pilotado então pelo japonês Kazuki Nakajima, com 38 segundos de vantagem sobre o Audi número 2, com Benoît Tréluyer ao volante.

Os portugueses Álvaro Parente (Ferrari 458 Italia) e Pedro Lamy (Aston Martin Vantage V8) também participam em duas categorias menores: LM GTE Pro e LM GTE Am, respectivamente.