DR
Foto
DR

Já é possível olhar o mundo através de filtros do Instagram

E se fosse possível ver o mundo através de filtros do Instagram? Uma start-up criada por um trio de criativos de Edimburgo, Escócia, pegou na popularidade que os filtros fotográficos alcançaram e tornou-os num negócio de óculos de sol: "Tens" é o nome

A rede social Instagram tem vindo a ganhar cada vez mais fãs. As aplicações de edição de imagem para smartphones que permitem pôr um filtro na foto que tirou, alterando as cores a paisagens, pessoas e objectos, têm-se multiplicado. Foi com isto em mente que três jovens decidiram criar "o filtro da vida real", como lhe chamam no site oficial.

"Como fotógrafos e cineastas, somos obcecados pela ideia de pegar no que está à nossa frente e fazer o melhor que conseguimos com essa vista, o que normalmente se traduz em editar as imagens depois de as fotografar" diz Marty Bell, um dos criadores dos óculos, no vídeo de lançamento. Numa conversa com os colegas Kris Reid e Tom Welsh lançou a pergunta: "e se houvesse uma maneira de saltar a utilização de câmaras e aplicações e filtrar tudo o que vemos sem ser preciso qualquer tecnologia?". Foi assim que nasceu o conceito.

A ideia é como que um Instagram em tempo real. Enquanto as lentes dos óculos de sol normais bloqueiam a luz com cores frias saturadas, as Tens trabalham com as cores quentes do sol, como o amarelo e o laranja. "Levou-nos cerca de três anos até conseguirmos alcançar as lentes perfeitas mas podemos prometer que as lentes Tens não têm paralelo e vão fazer o dia parecer muito mais bonito", dizem na descrição.

.

Os óculos de sol terão várias armações mas para já os três criadores estão a comercializar apenas o formato unisexo "The Classic", em quatro cores distintas: preto, azul marinho, vermelho escuro e azul petróleo. O passo seguinte é desenhar mais armações e mais lentes, com graduação também.

Cada par custa 36 libras (aproximadamente 45 euros), estão disponíveis online, no site IndieGogo (com stock limitado) e são enviados para qualquer parte do mundo com portes grátis.

Texto editado por Bárbara Wong

Sugerir correcção