Misericórdia de Lisboa admite apoiar Museu do Rali em Arganil

A instalação do Museu do Rali, na antiga Cerâmica Arganilense, é uma das apostas do município.

Este ano, pela primeira vez, o Rali de Portugal vai passar no centro da cidade do Porto
Foto
Este ano, pela primeira vez, o Rali de Portugal vai passar no centro da cidade do Porto Aris Messinis/Reuters

A mesa da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) está a analisar a sua eventual participação na criação do Museu Internacional do Rali, em Arganil, disse nesta quinta-feira à agência Lusa o provedor da instituição, Santana Lopes.

Durante uma visita a Arganil, concelho do distrito de Coimbra a que está ligado por antigos laços familiares, Pedro Santana Lopes disse que a SCML “tem um certo dever de retribuição” para com diferentes regiões, já que “beneméritos e apostadores de todo o país” também concedem os seus contributos à Santa Casa.

A instalação do Museu do Rali, na antiga Cerâmica Arganilense, é uma das apostas do município para este ano, no âmbito do reforço da competitividade local, segundo o presidente da Câmara, Ricardo Alves.

Numa recepção nos Paços do Concelho, perante uma centena de pessoas, Ricardo Alves disse que o projecto “criará a oportunidade de estabelecer uma excelente parceria entre ambas as entidades”, autarquia e Misericórdia de Lisboa, através dos Jogos Santa Casa.

“O Museu Internacional do Rali gera desenvolvimento económico e coesão social, valoriza a cultura e o desporto e afirma a identidade do território”, que inclui a aldeia histórica do Piódão, na Serra do Açor, continuidade da Serra da Lousã, e algumas das povoações que integram a rede turística Aldeias do Xisto.

Em ambiente de festa, com um grupo de jovens tocadores de caixa a actuar junto à entrada da Câmara Municipal, Arganil recebeu “um dos seus filhos mais ilustres, que tanto contribuiu para o engrandecimento” do concelho, que está a celebrar 900 anos de história, salientou o presidente da autarquia no seu discurso.

A visita de Santana Lopes e outros membros da mesa da SCML inscreve-se “numa linha de aproximação à realidade do país”, o que se verifica “em tempo de crise económica e social profunda” de Portugal, explicou o provedor, em resposta ao autarca do PSD Ricardo Alves.

O antigo primeiro-ministro realçou que a instituição que dirige tem apoiado diversos projectos sociais e culturais, como a edição das obras do padre António Vieira, além de ter criado bolsas para projectos de investigação na área da saúde.

No âmbito das “visitas de trabalho” que tem realizado pelo país, já foi também solicitada a participação da Santa Casa de Lisboa na recuperação dos carrilhões do Convento de Mafra e do hospital termal das Caldas da Rainha, exemplificou Santana Lopes.

“Viemos colher elementos para decidir melhor”, disse o provedor à Lusa, manifestando “uma posição de acolhimento de princípio” da proposta da autarquia.

Segundo o presidente da Câmara, este investimento de um milhão de euros será objecto de uma candidatura aos fundos comunitários, com a possível participação do Automóvel Club de Portugal e de vários privados.

O concelho de Arganil acolheu durante décadas importantes provas mundiais do Rali de Portugal.