Da II Divisão à Champions em menos de três anos

O perfil de um treinador que começou há menos de três anos

Marco Silva como treinador do Sporting
Foto
Nas duas épocas que passou no Estoril, o técnico Marco Silva nunca passou pelo Sporting Enric Vives-Rubio

O dia 10 de Outubro de 2011 significou para Marco Silva a estreia como treinador principal no Estoril-Praia, onde tinha terminado a sua carreira de jogador e estava como director desportivo. Chamado de emergência para substituir o despedido Vinícius Eutrópio, o jovem técnico estreou-se com uma derrota na II Divisão frente ao Penafiel, mas iria conduzir os “canarinhos” à promoção e à estreia em competições europeias. Dois anos e 11 meses depois, o técnico irá estrear-se na Liga dos Campeões como técnico do Sporting, que irá ter o seu primeiro jogo da fase de grupos da Champions a 16 ou 17 de Setembro próximo.

Como jogador, Marco Alexandre Saraiva da Silva, natural de Lisboa, foi um defesa-direito que apenas fez três jogos na I Divisão, dois pelo Belenenses e um pelo Campomaiorense, com as lesões a limitarem a sua progressão como futebolista. Começou no Cova da Piedade, passou pelo Belenenses, tentou a sorte no futebol inglês (Tranmere Rovers), mas não ficou, andou pelo Atlético, Trofense, Campomaiorense, Rio Ave, Sp. Braga, Salgueiros, Odivelas e Estoril, deixando de jogar em 2011, passando a director-desportivo. Passaram três anos e já está ao comando de um “grande” de Portugal, disposto a lutar por títulos e ansioso pela estreia no maior e mais lucrativo palco do futebol europeu.