Na cabine da portagem há um homem que sorri, o que faz dele um herói

Basta um simples sorriso, um piropo, uma frase amável, para mudar a indiferença que pauta o corropio dos dias. Do alto de uma cabine da portagem da ponte 25 de Abril, um homem toca a vida de milhares. Que agora lhe agradecem.

Os dias mudam para quem passa pela cabine do Samuel na ponte 25 de Abril
Foto
Os dias mudam para quem passa pela cabine do Samuel na ponte 25 de Abril Daniel Rocha

Tímido, alegre e humilde, o “Senhor da Portagem da Ponte”, como é conhecido Samuel Filipe, já tem mais de sete mil seguidores na página do Facebook que foi criada há um mês apenas para o encontrar e homenagear. A sua boa disposição contagiante, asseguram, faz com que seja impossível passar por ele sem sorrir ou continuar agarrado a alguma má disposição matinal.

Sempre com um sorriso e um desejo de bom dia, Samuel vai alegrando o dia de quem passa pela sua cabine, normalmente a número 10, despedindo-se de mão no coração como se lhe doesse ver partir um amigo próximo, um amigo que fez num minuto, na sua maneira bem-disposta e despachada, enquanto recebe o dinheiro, entrega a factura e o troco, apertando ainda a mão em jeito de cumprimento, como que para atenuar a mágoa da despedida. E é sempre assim com toda a gente, com um jeito sincero que já lhe é característico. Há até quem admita que muda de faixa só para o ver e falar com ele, não importa o tempo de espera, até porque a fila do “senhor simpático” é sempre a mais concorrida pelos automobilistas.

Quando lhe contaram da página, sentiu-se “extremamente envergonhado”, mas na sua boa-disposição habitual, levou a mão ao coração e lançou um “Ai, obrigada” vindo bem do fundo do peito, na voz algo esganiçada que lhe é característica. Não quer participar nessa homenagem virtual, como não quis falar com o PÚBLICO.

“Achamos que se há livros de reclamações, também devia haver livros de reconhecimento às coisas boas que são feitas. A forma como o senhor recebe toda a gente, diariamente, é sem dúvida especial e pensamos que deve ser reconhecido por isso. No fundo queremos devolver-lhe o amor que ele distribui todos os dias, queremos que ele saiba que todos nós lhe damos muito valor. Pequenos gestos fazem a diferença. Um simples sorriso e um elogio matinal podem mudar a forma como cada pessoa encara o seu dia. Este tipo de atitude merece ser homenageada e incentivada”, dizem as criadoras da página, Ana Sopa e Patrícia Faria.

A página criada no Facebook dedicada à sua simpatia vê os seguidores aumentar à medida que os minutos passam. Todos os dias publicam o número da cabine onde se encontra para que todos possam ter a oportunidade de passar por ele, mesmo que isso signifique terem de pagar mais, no caso daqueles que têm Via Card, mas são vários os que contam que mudam de faixa e ficam mais tempo na fila só para o verem. E até há quem já nem compre o cartão só para ter oportunidade de passar por ele todos os dias.

A página lançou também o desafio aos seguidores para que tirassem fotos com Samuel, residente em Almada. E apesar da sua timidez e da manifesta vontade de ser discreto, já são várias as selfies de quem passa por ele na rua assim como retratos que lhe tiram enquanto exerce as suas funções, uma “captura” do seu sorriso disparada bem depressa para não empatar a fila.

Para as mulheres que por lá passam, Samuel tem sempre um comentário mais galanteador - “Tão bonita que está hoje!”, “que linda!” e até “olha uma estrela com pernas!” - disparado venha ou não marido ou namorado ao lado. Vem sempre do coração e não há quem leve a mal, pelo contrário, é receita certa para rasgar um sorriso mais largo a quem passa a ponte.

Os milhares de pessoas que passam por ele todos os dias descrevem-no como um anjo, um santo, um homem que faz milagres ao transformar o dia de qualquer pessoa que passe pela sua cabine. E os que voltam têm sempre a satisfação de ser recebidos com um “fico tão feliz por voltar a vê-lo!”. A página a ele dedicada está cheia de incentivos, agradecimentos, muito carinho e emoção, histórias de quem por ele passou e passa e o impacto que lhes trouxe. E até há quem avance que a sua vida não foi fácil, o que o torna ainda, asseguram, mais extraordinário.

As criadoras da página afirmam que não esperavam uma adesão tão grande. A dimensão que atingiu é vertiginosa. Se se considerar que é uma página dedicada a um senhor que só aqueles que por ele passam conhecem, e não uma campanha ou figura pública num país pequeno, a ascensão é quase meteórica.

“Ao criar a página quisemos fazer uma homenagem e não esperávamos encontra-lo tão rapidamente. Foi uma surpresa quando as pessoas começaram a deixar comentários a dizer o nome do senhor e a falar da sua história de vida. Enquanto administradoras da página, gostávamos apenas que o Sr. Samuel soubesse que faz diferença na vida dos seus clientes e que os nossos seguidores pudessem deixar-lhe mensagens a mostrar isso mesmo. Estamos dispostas a mudar o que for necessário, se o Sr. da Portagem assim o desejar, isto é tudo para ele e só faz sentido se for algo que ele aprove e com o qual se sinta bem”, asseguram.

Ironicamente, desde que criaram a página ainda não passaram pelo Senhor da Portagem da Ponte.

Por enquanto, a página vai recebendo vários comentários, gostos e mensagens, e têm aparecido propostas de campanhas de postais de agradecimento e também para a realização de uma entrevista para se saber mais da vida de Samuel. Algo que, por enquanto, o "sr da portagem da ponte" não quer.

Texto editado por Ana Fernandes