Vivek Prakash/Reuters
Foto
Vivek Prakash/Reuters

Concurso premeia teses de doutoramento com 5 mil euros

A Casa da América Latina e o banco Santander Totta juntam-se para premiar as melhores teses de doutoramento em universidades portuguesas e latino-americanas. Inscrições até 31 de Maio

O prémio científico Casa da América Latina destina-se a distinguir, anualmente, as melhores teses de doutoramento realizadas em Portugal ou na América Latina por investigadores destas nacionalidades. O vencedor de cada uma das três categorias a concurso recebe cinco mil euros.

As investigações devem ser propostas a concurso até dia 31 de Maio e devem estar enquadradas em uma das três áreas de estudo: Tecnologias e Ciências Naturais, Ciências Sociais e Humanas e Ciências Económicas e Empresariais (categoria mais recente, introduzida no ano passado). Cada candidato deverá concorrer a uma só categoria.

Os trabalhos de investigação a concurso deverão ter sido aprovados nos últimos três anos (até à data do fim do concurso) e que tenham recebido uma classificação mínima de “bom”. O prémio também privilegia trabalhos “cujos temas sejam de interesse comum para ambos os lados ou que resultem da cooperação entre instituições universitárias portuguesas e latino-americanas”, refere o comunicado da Casa da América Latina.

Se o júri da 4ª edição do Prémio Científico Casa da América Latina/Santander Totta considerar uma escolha justificável, o prémio poderá ser excepcionalmente atribuído a dois projectos na mesma categoria, no mesmo ano.

No ano passado foram distinguidos os trabalhos de André Sucena Afonso “Bioecologia e padrões de movimentação de tubarões no litoral do Recife, Brasil”, Miguel Barreto de Sousa Henriques, com o trabalho “Laboratórios de Paz em territórios de violência: abrindo caminhos para a paz na Colômbia?” e Olívia Maria Dourado Martins com a tese “Marketing Social: Uma aplicação ao comportamento do aleitamento materno”.