Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes é inaugurada domingo no Parque das Nações

A igreja está preparada para acolher 700 pessoas, que se sentarão à volta do altar central, em vez das tradicionais filas de bancos paralelos.

Foto

A nova igreja do Parque das Nações, com um custo estimado três milhões de euros, será inaugurada no domingo pelo patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, que dedicará o novo templo a Nossa Senhora dos Navegantes, padroeira dos pescadores.

Com um projecto da autoria do arquitecto José Maria Dias Coelho, a nova igreja tem arquitectura circular e inclui, além do templo, um complexo paroquial.

A construção da igreja tem um custo estimado de três milhões de euros (metade do investimento incial estimado) e foi financiada com recurso a um empréstimo bancário, a donativos dos fiéis e a verbas conseguidas através de iniciativas organizadas pela paróquia.

A igreja está preparada para acolher 700 pessoas, que se sentarão à volta do altar central, em vez das tradicionais filas de bancos paralelos. "O objectivo foi criar um local de culto [...] adaptado a uma liturgia renovada e participativa", adianta o patriarcado de Lisboa em comunicado.

Acrescenta ainda que a igreja é inspirada em Nossa Senhora dos Navegantes e nos Oceanos, na sequência da Expo98, em cujo território nasceu a nova freguesia do Parque das Nações. Uma torre, com cerca de 40 metros de altura, "tem igualmente uma evocação marítima", prossegue o patriarcado, explicando que a arte plástica no interior do templo evoca "os mistérios do rosário" com um retábulo principal que é "uma referência à transfiguração de Cristo".

Segundo a informação disponível na página de Internet da paróquia, a igreja terá ainda dois espaços para baby sitting, com isolamento acústico, reservados para as crianças mais pequenas. No piso inferior ficam situadas duas capelas mortuárias e nas instalações adjacentes ficam situados um cartório, um centro pastoral, uma sede de escuteiros e uma residência paroquial para sacerdotes.

Ideia tem mais de uma década
A decisão de construir uma nova igreja na zona oriental de Lisboa foi tomada em 2001, mas a sua construção foi começada apenas em 2013. Entretanto, a paróquia de Nossa Senhora dos Navegantes, criada na sequência da Expo98, que atraiu a esta zona milhares de residentes, teve vários locais de culto.

Em Agosto de 2001 foi adquirida uma loja onde se instalou a igreja e onde se começou a celebrar missa dominical, arrancou a catequese, foi criado um grupo de jovens, um coro e vários grupos de reflexão. A nova paróquia foi criada em 2003, tendo-se iniciado de seguida o processo negocial com a Parque Expo para a compra de um terreno com vista à construção de raiz da igreja de Nossa Senhora dos Navegantes.

Como a capacidade da loja estava esgotada, o grupo de católicos que tinha vindo a dinamizar a paróquia chegou a acordo com a Escola Básica Vasco da Gama, passando a utilizar o anfiteatro para as missas de domingo e para outras actividades da paróquia. Em 2006, foi comprado um antigo pavilhão que foi montado na vizinhança do futuro espaço para a nova igreja, onde a paróquia funcionou até Outubro de 2013.

As obras começaram a 2 de Janeiro de 2013 e a nova igreja será entregue no domingo pelo patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, ao pároco Paulo Franco, numa cerimónia que decorre às 16h.