Pagou mais de 150 mil euros a dois curandeiros

Polícia Judiciária tenta localizar outras vítimas dos burlões, sobre os quais recaem suspeitas de extorsão

Bruxas 2.0 terão de encontrar outro sítio para vender serviços
Foto
Os burlões, que actuavam em Braga há já dois anos, apresentavam-se também como astrólogos DR

A Polícia Judiciária anunciou a detenção de dois homens que se intitulavam curandeiros e a quem uma vítima, também do sexo masculino, entregou mais de 150 mil euros no espaço de um ano para que lhe resolvessem problemas.

Tudo se passou em Braga, estando as autoridades a tentar localizar outras vítimas dos burlões, que actuavam nesta cidade há já dois anos, apresentando-se também como astrólogos.

Sobre eles recaem “fortes indícios do cometimento de crimes de burla qualificada e extorsão”, refere um comunicado da Judiciária, que explica como os suspeitos foram detidos em flagrante, quando estavam a receber do homem que andavam a chantagear, e que entretanto se foi queixar às autoridades, mais 1500 euros. Com 31 anos, a vítima ter-se-á endividado para conseguir pagar aos burlões, que, depois de submetidos a um primeiro interrogatório judicial, foram libertados, embora os seus passaportes tenham sido apreendidos e tenham ficado sujeitos a apresentações trissemanais na polícia até ao seu julgamento.