Microsoft será parceira da agência que quer pôr Braga no radar dos investimentos

Carlos Oliveira, que fundou a MobiComp, será o presidente da nova empresa municipal que pretende ser o “braço económico do município”.

Foto
O GNRation tem explorado, nos últimos anos, a ligação entre as tecnologias e as artes Nelson garrido

Carlos Oliveira, ex-secretário de Estado do Empreendedorismo durante a primeira metade do mandato do actual Governo, é o presidente da nova empresa municipal de Braga. O gestor foi o fundador da MobiComp, uma empresa de software que, em 2009, vendeu à Microsoft, tendo mantido uma ligação profissional com a empresa norte-americana nos anos seguintes. Essas relações anteriores serviram para convencer a gigante norte-americana a associar-se ao projecto numa parceria que está “muito próxima” de ser concretizada, anunciou.

A Microsoft estará ligada à plataforma de incubação e aceleração de novas empresas, que vai ficar situada no espaço GNRation, no centro da cidade. A ideia é que os negócios aí sedeados possam “começar desde logo a olhar para o mundo e não apenas para Portugal”, defendeu Carlos Oliveira. Uma das metas da InvestBraga passa pela criação de mais start ups de base científica e tecnológica na cidade, aliada à criação da marca Start Up Braga, que vai poder ser usada por todos os parceiros que promovam o empreendedorismo “consequente”.

Os apoios devem ser sempre “orientados a resultados”, afirma Carlos Oliveira, privilegiando a criação de emprego e de mais-valias para a economia regional.

O presidente da InvestBraga apresentou a agência como o “braço económico do município”, com a actividade centrada na fixação e atracção de investimento e de empreendedores. A prioridade é dar “credibilidade ao município” enquanto parceiro de negócios, tentando “colocar Braga no radar nacional e posteriormente internacional de investimento”. Até Junho, a agência vai criar o Espaço do Investidor, onde os empresários se podem dirigir para resolver problemas relacionados com os licenciamentos dos negócios ou para recrutar mão-de-obra qualificada, por exemplo. Antes disso, será lançado o Guia do Investidor, identificando as vantagens competitivas do concelho.

Está previsto que o projecto da empresa seja executado durante os próximos quatro anos, mas periodicamente serão apresentados os indicadores numéricos da sua actividade e dos resultados alcançados. A InvestBraga promete também promover missões ao concelho de embaixadas e empresários para captar investidores estrangeiros. Na sessão de apresentação desta quinta-feira estiveram presentes os embaixadores da China, Polónia e Moçambique.

A agência de investimento bracarense assinou na mesma ocasião um conjunto de acordos com o AICEP, o IAPMEI e o Instituto de Emprego, que serão os primeiros parceiros nacionais da sua actuação. Na sessão de apresentação também tomou posse o Conselho Estratégico da empresa onde têm assento as associações empresariais locais, a Universidade do Minho e personalidades nacionais como o antigo ministro das Finanças Miguel Cadilhe.